As imagens da reunião ministerial do dia 22 de abril podem mostrar mais que as ameaças de Bolsonaro ao ex-ministro Sergio Moro, segundo a colunista Thais Oyama, do Uol.

Na ocasião, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, teria dito que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) são "onze filhos da put*". O STF já havia pedido a gravação da união, pois isso seria uma prova para o inquérito entre Moro e Bolsonaro.

O ex-ministro disse que, durante o encontro, o presidente havia o ameçado caso não concordasse com a troca de Maurício Valeixo na Polícia Federal.

Segundo a coluna, vários palavrões foram ditos na reunião, além de ofensas a China e a "venda" de cargos em troca do apoio do chamado "centrão". Um dos ministros do STF teria recebido a gravação e está decidindo se torna público o ocorrido, adicionando como prova ao processo de Moro.

LEIA MAIS: Carlos Bolsonaro ataca Rui Costa com vídeo antigo após governador dizer que "não teme miliciano"

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.