A partir desta quinta-feira (18/7), o Hospital Geral Roberto Santos passa a fazer teste rápido molecular para tuberculose. Com o procedimento, o diagnóstico pode ser apresentado em duas horas.

O teste para os pacientes internados no hospital serão feitos no próprio de análises clínicas da instituição. Fazendo o exame tradicional, o paciente aguarda três dias para receber o resultado. "O TRM é mais vantajoso não só pela rapidez, mas porque além de testar pacientes com suspeita de tuberculose, testa pacientes com infecção, já que testa, nos pacientes positivos, a resistência a um antibiótico chamado Rifampicina", explica o coordenador do laboratório, o farmacêutico Augusto Bastos. 

Tuberculose

A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode acontecer em outros órgãos, como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro). Na maioria dos casos, a doença é transmitida por via áerea.

A enfermidade é causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis ou Bacilo de Koch. O tratamento é feito com uso de medicamentos por seis meses. Com boa adesão ao tratamento, a doença tem cura.

LEIA MAIS: Homem é preso em Amaralina ao tentar fugir da polícia pelo mar; assista

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.