Policiais militares baianos se concentram em assembleia na tarde desta quarta-feira (11/9) para decidir se fazem ou não uma greve. A categoria diz que existe um impasse com o Governo do Estado relacionado a antigas reivindicações. Entre os temas estão a regulamentação da lei da periculosidade, o plano de carreira dos policiais e melhorias no plano de saúde (Planserv).

RELACIONADA: Policiais militares descartam greve na Bahia, mas marcam nova assembleia para outubro 

O evento acontece no Clube Adelba, no bairro de Patamares, em Salvador, e é organizado pela Associação de Praças da PM (Aspra). A entidade diz representar cerca de 15 mil pessoas em toda a Bahia. O Aratu On transmite ao vivo, por meio do Facebook, a reunião da categoria. Além disso, no Twitter, os internautas ficarão sabendo minuto a minuto da decisão dos militares. 

ASSISTA AQUI A TRANSMISSÃO:


CLIQUE AQUI E VEJA TUDO O QUE ESTÁ ACONTECENDO

IMPASSE 

A expectativa, segundo o deputado estadual e coordenador geral da Aspra, Soldado Prisco, é que até o final da assembleia chegue alguma proposta de negociação por parte da gestão estadual.

 Mesmo antes do início da assembleia, ele não descartava a possibilidade de paralisação. "É uma incógnita! Não posso dizer que vai ter ou não", avaliou. O detalhe é que tudo acontece no dia do aniversário do comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão. 

O representante dos PMs, que já chegou a falar do tema no plenário da Assembleia Legislativa, reforçou que não é dos seu interesse, tampouco da tropa, que aconteça uma paralisação e espera que o governo do estado esteja disposto a dialogar sobre a situação. 

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003