AO VIVO Últimas Notícias
22/09/2015 11h52 | Atualizado em 22/09/2015 12h27

Morre museóloga Sylvia Athayde aos 75 anos, em Salvador

Morre museóloga Sylvia Athayde aos 75 anos, em Salvador

Da Redação

A museóloga, professora da Ufba, e ex-diretora do Museu de Arte da Bahia, Sylvia Athayde, faleceu na noite desta segunda-feira (21), no Hospital Aliança, em Salvador, aos 75 anos. Internada desde o último dia 3, foi diagnosticada com colangiocarcinoma na vesícula, fígado e intestino. Athayde era viúva do professor Johildo Athayde. Deixou dois irmãos, Themistocles Menezes Neto e Maria Cristina Menezes Fichman e quatro sobrinhos. O velório está acontecendo, nesta manhã, no Palácio da Aclamação, e o sepultamento no Campo Santo, às 16h.

Sylvia assumiu a direção do Museu de Arte da Bahia, que integra a Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), em 1991, permanecendo até março de 2015, sendo substituída pelo sociólogo e fotógrafo Pedro Arcanjo. Athayde foi professora do curso de Museologia da Ufba, de 1973 a 1997, quando ministrou as disciplinas Técnicas de Museu, Artes Decorativas (Mobiliário, Cerâmica e Ourivesaria), Heráldica, Museografia e Estágio de Museologia. Foi coordenadora e vice coordenadora do Colegiado do Curso de Museologia de 1974 a 1976. Coordenou e implantou o projeto do Núcleo de Artes do Desenbanco. Curadora de inúmeras exposições realizadas em Salvador, na Bahia, Brasília, Fortaleza, São Paulo, e em países como Portugal e França. Foi membro: da Comissão Nacional de Museus, criada pelo Ministro Francisco Weffort, em 1994; do Conselho de Cultura da Associação Comercial da Bahia; do Conselho de Cultura do Estado da Bahia (1979-1983-1987); da Comissão Julgadora (designada pelo Ministério da Educação e Cultura) para o reconhecimento do Curso de Museologia das Faculdades Integradas Estácio de Sá, Rio de Janeiro ? 1981; da Associação Portuguesa de Museologia e do Conselho Curador da Fundação Pierre Verger.

Em nota, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) lamentaram a morte da museóloga. A SecultBA transmitiu o seu pesar pelo acontecido aos familiares e amigos.

Fonte: Da redação