AO VIVO Últimas Notícias
25/04/2015 12h03 | Atualizado em 25/04/2015 12h03

Terremoto deixa centenas de mortos no Nepal

Terremoto deixa centenas de mortos no Nepal

Terremoto deixa centenas de mortos no Nepal Foto: Reprodução
Da Redação

Um forte terremoto de magnitude 7,8 atingiu a capital do Nepal e o Vale de Katmandu, densamente povoados, na manhã deste sábado (25), causando graves danos em edifícios e estruturas urbanas, com desabamentos e elevamento do solo em alguns pontos. O número oficial de mortos no país não para de aumentar e chega agora a 820, de acordo com informações divulgadas pela rede norte-americana “CNN”, a partir de informações do governo local. Deste total de vítimas, ao menos 150 seriam da capital

Somente a cidade de Katmandu tem população de 1 milhão de pessoas, e o Vale de Katmandu, 2,5 milhões, muitas vivendo em condições de pobreza.

Como as operações de resgate estão em andamento, o número oficial de vítimas pode crescer ainda. Os feridos estão sendo levados a hospitais, mas muitos têm de ser atendidos do lado de fora, por conta dos abalos nas estruturas dos prédios.

O epicentro do terremoto foi registrado 80 km a nordeste de Katmandu e a 15 km de profundidade. De acordo com o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês), os tremores ocorreram às 11h26, no horário local (3h26 em Brasília). Após o choque principal, foram registrados ao menos 16 pequenos tremores, de magnitude 4,5. Países vizinhos, como Índia, Paquistão e Bangladesh, também foram afetados. Ainda não há números oficiais de feridos.

De acordo com o jornal francês “Le Monde”, o abalo sísmico deste sábado é o mais forte registrado no Nepal desde 1934, quando um terremoto de magnitude 8 provocou entre 10 mil e 20 mil mortes.

Com risco de novos tremores hoje, a qualquer momento, a população foi orientada a permanecer fora de casa. Muitas pessoas não sabem ainda onde vão passar a noite.

Vários edifícios desabaram no centro da capital nepalesa, incluindo templos seculares, disse o morador Prachanda Sual à agência AP (Associated Press). Sual relatou ter visto pessoas correndo pelas ruas em pânico, enquanto sirenes de ambulâncias e helicópteros do governo eram ouvidos. Prédios históricos também foram ao chão, onde há muitos pedaços de todo tipo de material, como pedras e madeira, espalhados por toda parte, em uma cena de caos.

O centro antigo de Katmandu é um emaranhado de edifícios próximos uns dos outros, ruas estreitas e casas mal construídas, com grandes famílias morando nelas.

Países vizinhos atingidos
Mohammad Shahab, morador de Lahore, no Paquistão, disse que estava sentado em seu escritório quando o terremoto abalou a cidade, próxima da fronteira com a Índia. Ele disse que os tremores continuaram por um tempo, e que agora a situação era normal.

O terremoto também foi sentido na capital indiana, Nova Déli, e repórteres da AP relataram fortes tremores nas cidades de Lucknow, localizada no norte da Índia e a cerca de 430 km do epicentro, e em Patna, a 280 km.

Fonte: Do Uol