AO VIVO Últimas Notícias
09/12/2022 18h47 | Atualizado em 09/12/2022 19h01

Gasolina, tomate e cebola fazem inflação aumentar na Bahia; manga e leite ficaram mais baratos

Apesar do aumento, houve uma desaceleração, ou seja, um crescimento menor do que o aumento do mês anterior

Gasolina, tomate e cebola fazem inflação aumentar na Bahia; manga e leite ficaram mais baratos Foto: ilustrativa/Freepik
Beatriz Bulhões

Em novembro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, calculado pelo IBGE, ficou em 0,26% na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Esse resultado representa um aumento de preços em relação a outubro, porém em um índice menor do que os anos anteriores.

A inflação de novembro aqui foi menos intensa do que a verificada no país como um todo (0,41%) e o 6º menor índice, dentre as 16 regiões investigadas separadamente. 

Se considerarmos o acumulado desde novembro do ano passado até agora, o aumento de Salvador gera um número ainda maior do que a contagem de um ano terminando em outubro – cresceu 5,88% (frente a 5,61% até outubro). O índice é o terceiro maior do país. 

SEGMENTOS

Dos 9 grupos em alta, o maior causador da inflação de novembro foi o setor de transportes, puxado pelo aumento do preço da gasolina (3,37%). No geral, o gasto com transportes cresceu 1,02%, seguido de alimentação e bebidas, com 0, 48% de aumento.

O aluguel de veículo (12,30%) foi o item com o maior aumento absoluto de preços dentre todos que compõem o IPCA na Região Metropolitana de Salvador.

COMIDA

Há 27 meses seguidos, o valor dos alimentos e bebidas têm crescido em Salvador -com a última queda de preço foi em agosto de 2020. O aumento de preços do grupo em novembro foi puxado pela alta dos tubérculos, raízes e legumes (5,90%), em especial, da cebola (12,14%) e do tomate (11,21%).

Do outro lado baratearam, a manga (-10,56%) e o leite longa vida (-7,07%). Também diminuiram os preços dos de saúde e cuidados pessoais (-0,43%) e artigos de residência (-0,46%) sendo os mais influentes. 

O perfume (-6,97%) foi o item que mais ajudou a segurar a inflação na RM Salvador. Já o aumento do preço do plano de saúde (1,21%) contrabalanceou.

Caíram ainda os aparelhos eletroeletrônicos (-1,53%), em especial, pelo computador pessoal (-4,31%) e pelo televisor (-1,90%).

Acompanhe nossas transmissões ao vivo no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos siga no InstagramFacebook e Twitter. Quer mandar uma denúncia ou sugestão de pauta, mande WhatsApp para (71) 99940 – 7440. Nos insira nos seus grupos!