Exatos 12 anos após a tragédia que resultou na morte de sete torcedores na antiga Fonte Nova, em Salvador, o Bahia anunciou, nesta segunda-feira (25/11), que as vítimas ganharão homenagens definitivas no novo Centro de Treinamento do clube e também no Museu do Bahia.

Confira:

RELEMBRE

No dia 25 de novembro de 2007, Bahia e Vila Nova-GO estavam na terceira divisão do Campeonato Brasileiro. Em campo, o empate sem gols entre as duas equipes garantia a baianos e goianos o acesso à Série B.

Aos 35 minutos do segundo tempo, a tragédia. Parte do piso da arquibancada no anel superior do estádio desaba e dezenas de torcedores caem de uma altura de 15 metros, o equivalente a um prédio de cinco andares. Alguns, pelo lado de dentro do estádio. O restante, na parte externa. Destes, um ficou gravemente ferido e outros sete morreram.

Márcia Santos Cruz, 27 anos; Jadson Celestino Araújo Silva, 25 anos; Milena Vasquez Palmeira, 27 anos; Djalma Lima Santos, 31 anos; Anísio Marques Neto, 27 anos; Midiã Andrade Santos, 24 anos, e Joselito Lima Jr, 26 anos, saíram de suas casas para ver o Bahia e não retornaram.

LEIA MAIS: Último Lance: Famílias são indenizadas, mas se calam diante da tragédia na Fonte Nova

LEIA MAIS: Último Lance: “Pode ter evitado algo maior”, diz Nonato sobre gol perdido dez anos após tragédia

LEIA MAIS: Último Lance: “Sinto mais nada pelo clube”, diz sobrevivente de tragédia na Fonte dez anos depois

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.