O torcedor do Bahia vive momentos de aflição e incerteza quanto à permanência do clube na elite do futebol nacional em 2021. Diante de tal cenário nada animador, a diretoria do clube já se organiza e prepara-se (em caso de rebaixamento) para uma redução de receita de mais de R$ 60 milhões.

Os números foram divulgados, nesta última segunda-feira (15/2), durante a apresentação do orçamento e dos planos para a temporada 2021 em reunião virtual com o Conselho Deliberativo. 

Caso se mantenha na Série A, o Bahia - que faz sua estreia na Copa do Nordeste 2021 (com transmissão da TV Aratu), no dia 28, contra o Salgueiro -, embolsaria, no cenário A, o mantante bruto de R$171.929.647,00. Já, em caso de rebaixamento, o valor passaria a ser de R$ 108.501.094,00. Um redução total de: R$ 63.428.553,00.

Bahia-2

Um grande baque às finanças do clube, mas, que, segundo o presidente Guilherme Bellintani, poderá ser amenizado com a possível venda de jogadores. Para tanto, em caso de êxito, estima-se uma projeção de lucro de R$ 25 milhões. 

"Eu tô [sic.] muito seguro da projeção de 25 milhões. Naturalmente vendendo atletas importantes para o elenco, cortar da própria carne. Não vamos conseguir atingir vendas significativa se não forem atletas importantes para nós. Nosso histórico de vendas superou isso e superou vendendo atletas importantes. Temos que ter capacidade de reposição desses atletas", ressaltou. 

FUTEBOL FEMININO

Um dado curioso durante a apresentação do orçamento e planos para temporada 2021 é o fato da manutenção do valor investido no futebol feminino do Esquadrão. Em ambos os cenários, a quantia é a mesma. Ou seja, R$ 1,9 milhão. Montante, segundo o clube, 63% acima do projetado para 2020. 

bahia-3

LEIA MAIS: Com o 'nome limpo' na praça, Vitória volta às compras e anuncia o nome do primeiro reforço; saiba mais

Acompanhe todas as notícias sobre a Copa do Nordeste 2021.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.