Já foi iniciada a distribuição do segundo lote de vacinas do Instituto Butantan contra o coronavírus na tarde desta sexta-feira (22/1). Cerca de 900 mil doses foram imediatamente liberadas para o Ministério da Saúde após uma nova autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial do imunizante.

Apesar de já ter sido aprovada da primeira vez, a CoronaVac foi novamente analisada por se tratar de um novo lote e, pela segunda vez, aprovada pela Anvisa. As demais doses já envasadas, rotuladas e embaladas no Butantan a partir de matéria-prima enviada da China serão liberadas tão logo passem pela inspeção de controle de qualidade do instituto.

Do total, 700 mil doses vão para a central de distribuição do Ministério da Saúde, de onde partirão para outros estados. As outras 200 mil doses foram levadas ao Centro de Distribuição e Logística da Secretaria da Saúde de São Paulo, estado onde o imunizante foi fabricado. 

Segundo o Butantan, com esse último registro emergencial, o instituto não precisará de nova autorização da Anvisa para uso das 35,2 milhões de unidades que serão envasadas em São Paulo a partir de insumos vindos da China. O instituto aguarda aval do governo chinês para receber 5,4 mil litros em insumos a granel nas próximas semanas.

LEIA MAIS: Vacinas da Oxford/AstraZeneca chegam ao Brasil; avião pousou em São Paulo

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.