O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi categórico ao falar nesta sexta-feira (22/11) sobre a não troca de seus ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Abraham Weintraub (Educação) e Marcelo Álvaro (Turismo) - este último denunciado por desvio de dinheiro nas eleições de 2018.

"Primeiro vamos desmentir que eu troquei três ministros", disse o presidente na porta do Palácio da Alvorada. Ele fez questão de puxar a conversa com os jornalistas que o aguardavam. Em seguida, foi irônico. "Tenho a intenção de trocar 24 ministros, tá bom ou não?", disse, gesticulando. 

Bolsonaro disse que a "intenção" da notícia era "dizer que o governo bate cabeça" e elogiou a economia e a educação no país. "Os números dizem o contrário. A gente está bem na economia, está bem na educação, está bem na defesa, tudo foi descontingenciado. Qual a intenção disso? Se eu afundar, afunda o Brasil todo."

LEIA MAISPostos de combustível vendia gasolina adulterada no interior da Bahia

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.