O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a campanha de vacinação contra a Covid-19 começará ainda no mês de janeiro e que Manaus, que enfrenta um colapso no sistema de saúde devido ao aumento do número de casos, terá prioridade. A declaração aconteceu durante pronunciamento oficial nesta quarta-feira (13/1). 

"Vamos vacinar em janeiro e Manaus será também a primeira a ser vacinada. Ninguém receberá a vacina antes de Manaus", disse o ministro. "A vacina será distribuída simultaneamente em todos os estados, na sua proporção de população, e Manaus terá essa prioridade também", afirmou Pazuello.

Na ocasião, o ministro aproveitou para alertar a população sobre o período de imunização. "A vacina induz a produção de anticorpos, essa é a função da vacina, ela vai induzir a produção de anticorpos. Quem produz os anticorpos é o próprio ser humano. Essa produção de anticorpos não é no dia seguinte. A literatura fala de 30 a 60 dias. Não é tomar a vacina no dia 20 e no dia 22 estar na rua fazendo festa.", disse Pazuello.

De acordo com Pazuello, após a liberação da Anvisa o governo terá 8 milhões de doses de dois tipos de vacina contra a Covid-19 para imunizar a população. "A Anvisa vai se pronunciar no dia 17. Se a Anvisa se alongar, para o dia 21 ou 22, botem os números pra frente, mas é janeiro [que começa a vacinação]", afirmou.
 

LEIA MAIS: Bolsonaro ironiza Coronavac após divulgação de novos dados de eficácia da vacina; "essa de 50% é uma boa?"

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.