A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que a segunda pessoa que estava no confronto que deixou morto Edinaldo dos Santos, conhecido como "Coroa" ou "Nai", era a esposa dele. A dupla foi localizada nesta segunda-feira (22/2) no município de Maragogipe, a 140 km de Salvador.

O homem, integrante do "Baralho do Crime", tinha mandados de prisão por tráfico de drogas e homicídios. “Ele liderava a venda de entorpecentes na região e estava sendo investigado em, pelo menos, quatro inquéritos. Também comandou um duplo homicídio em 2018, na localidade de Pedras Altas, em Saubara, motivo do mandado”, detalhou o titular da 3ª Coordenação de Polícia do Interior (Coorpin/ Santo Amaro), Rafael Oliveira. 

A mulher, que não teve a identidade revelada, era procurada por tráfico. De acordo com o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Litoral Norte), major Cis Bahiense, uma pistola calibre 40, uma espingarda calibre 12, munições, 316 pinos para acondicionar cocaína, um quilo de maconha e 360 gramas de cocaína estavam com o casal. O caso foi registrado na Central de Flagrantes de Cruz das Almas.

Participaram da ação agentes das 20ª e 27ª Companhias Independentes (CIPMs/Santo Amaro e Cruz das Almas). Mais cedo, o Aratu On mostrou que a dupla atirou contra as guarnições na localidade São Roque do Paraguaçu. "Coroa" e a esposa foram levados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiram aos ferimentos. Segundo a SSP, ele liderava o tráfico de drogas nas cidades de Saubara, Maragogipe e São Roque.

Edinaldo, segundo investigações em andamento realizadas pela Polícia Civil, fazia parte da liderança do grupo criminoso Katiara na célula localizada no Recôncavo da Bahia. O grupo é chefiado na Bahia por Adilson Souza Lima, conhecido como "Roceirinho".

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.