Há 18 anos trabalhando como motorista de carreto em Salvador, Seo Atanagildo Araújo, de 51 anos, nunca recebeu ou imaginou receber uma multa ao fazer algo de rotina: parar o carro em frente a uma loja de material de construção. Quando viu o valor, espantou-se mais ainda – R$ 5.869,40.

“Cheguei de viagem, após o feriadão da Semana Santa, e minha mãe me entregou a multa, registrada no último dia 9 de abril”, disse ao Aratu ON. “Estou preocupado, ‘com a mão na cabeça’ e quase não durmo direito”, relatou, afirmando não ter condições de pagar. “Inclusive estou parcelando o IPVA”.

Na descrição da infração, o seguinte: “Usar qualquer veículo para, deliberadamente, restringir circulação na via sem autorização do órgão”. Contudo, Atanagildo nega que tenha bloqueado algum tráfego. Por meio de foto enviada ao portal, mostrou que estacionou em uma das três vagas em frente ao estabelecimento comercial. “Não tem placa”, pontuou.

Confira:

Atanagildo mostra carro parado dentro de vaga em frente à loja | Foto: arquivo pessoal

Não há placa de “não estacione” no local | Imagem: reprodução/Google Maps

No sistema do Detran, a infração pela qual Seo Atanagildo foi autuado (código 76171) está relacionada como “auto-suspensiva”, ou seja, que suspende imediatamente a carteira de habilitação.

Procurada pelo Aratu ON, a assessoria de imprensa da Transalvador disse que vai checar o caso, mas adiantou que o motorista pode recorrer à multa e fazer a defesa frente à autarquia.

LEIA MAIS: Preso homem que falsificou atestado de óbito da companheira após matá-la

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.