O corpo da jovem Bianca Lourenço, de 24 anos, que estava desaparecida desde o dia 3 de janeiro, foi localizado na noite desta última terça (12/1), por agentes do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Ilha do Governador), no Rio de Janeiro. Ele foi encontrado mutilado e boiando na Baía de Guanabara, nas proximidades da Ilha do Fundão, zona norte da cidade.

Conforme informações do UOL, ela só pôde ser identificada pelas tatuagens nas pernas e tronco. Agentes da Delegacia de Homicídios (DH) estiveram no local, para realizar a perícia.

O ex-namorado de Bianca é o principal suspeito de cometer o crime. De acordo com a família, ele seria um dos chefes do tráfico de drogas da comunidade Kelsons, no bairro da Pena, situado na mesma região. Ainda segundo familiares, o rapaz não aceitava o fim do relacionamento, que durou pouco mais de um ano. 

De acordo com as autoridades locais, Bianca estava com outras pessoas, quando foi retirada à força pelo ex. Depois disso, ela não foi mais vista. A polícia acredita, ainda que o crime pode ter sido motivado por ciúmes, provocados Bianca postar fotos em uma rede social. Nas imagens, ela aparece de biquiní. 

LEIA MAIS: "Robson Luxúria": traficante suspeito de 200 homicídios na Bahia que levava vida de luxo no Ceará é preso

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.