No Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, o Aratu Viver Melhor traz a história da assistente administrativa Jocy da Matta, 46 anos.

Em 2014, Jocy, então com 42 anos, descobriu, em um exame de rotina, que estava com câncer de mama. Devido ao diagnóstico precoce, seu tratamento foi mais leve e a única cirurgia necessária foi conservadora – isto é, sem a necessidade da retirada completa da mama.

“Fiz poucas sessões de quimioterapia, radioterapia e hoje continuo o tratamento com o uso de um bloqueador de hormônio”, conta Jocy.

A descoberta da doença no início aumenta a chance de cura, como explica a médica oncologista Dra. Renata Cangussu: “para dar o diagnóstico precoce, é necessário conhecer seu próprio corpo, fazendo o autoexame mensalmente e procurando um médico uma vez por ano. Já as mulheres com mais de 40 anos deve fazer a mamografia anualmente”.

O câncer de mama também pode ser evitado com a manutenção de uma vida saudável, ainda de acordo com Renata.

Para ver dicas da médica, além de conhecer um pouco mais a história de Jocy, assista ao vídeo abaixo:

HOMENS

Apesar de ser uma doença que acomete essencialmente às mulheres, é importante lembrar que os homens também podem ser acometidos, o que acontece em apenas 1% a 2 % dos casos. Por isso, eles devem estar alertas diante de qualquer alteração na sua mama e fazer o mesmo autoexame que as mulheres fazem.

LEIA MAIS: Raro entre os homens, câncer de mama foi drama na vida de professor universitário

“Muitas vezes, os homens percebem alterações mas não acreditam que pode ser câncer”, ressalta a médica. Ela ressalta, ainda, que nos casos masculinos há uma relação mais próxima de hereditariedade do que nas mulheres, sendo necessário observar o histórico na família.

Veja:

ARATU VIVER MELHOR

Com a ideia de mostrar práticas que possam melhorar, de alguma forma, a qualidade de vida de diversas pessoas, que nem sempre têm esse tipo de informação ao seu alcance, o Grupo Aratu lançou, em meados de julho, o projeto Viver Melhor.

Por meio de vídeos curtos, serão mostradas atitudes que propiciem o aproveitamento de todo o potencial do corpo e do espírito, que valorizem a alma e a matéria, como afirma o gerente de conteúdo do grupo, o jornalista Pablo Reis. Viver Melhor deixou de ser um direito de todos e passou a ser a obrigação de cada um, pontua.

Para ver todos os vídeos do Viver Melhor, basta acessar o canal do projeto no YouTube.

LEIA MAIS: Quer mais qualidade de vida? Aratu lança projeto com dicas; assista

LEIA MAIS: Gratuito: serviços de saúde para as mulheres são oferecidos nesta sexta na rodoviária

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003