Após mais de quatro horas de julgamento, o Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA) proferiu as sentenças dos envolvidos nos incidentes ocorridos na disputa do clássico BA-VI, disputado, até quando foi possível, nó último dia 18/2, no estádio do Barradão, em Salvador.

Veja como ficaram as punições:

E.C. Vitória  O time fo multado em R$ 100 mil por provocar suspensão do jogo causando prejuízo desportivo a terceiros

Vágner Mancini (téc. do Vitória)  Absolvido da acusação – Ferir ética disciplinar

Kanu (Vitória)  Suspensão de dez jogos por agressão e absolvição da acusação de ameaça

Yago (Vitória)  Suspensão de oito jogos por agressão

Denílson (Vitória)  Suspensão de oito jogos por agressão

Rhayner (Vitória)  Suspensão de oito jogos por agressão

Edson (Bahia)  Suspensão de oito jogos por agressão

Rodrigo Becão (Bahia)  Suspensão de oito jogos por agressão

Fernando Miguel (Vitória)  Absolvido da acusação de Ato hostil

Lucas Fonseca (Bahia)  Absolvido da acusação de ato desleal e hostil

Vinicius (Bahia)  Suspenso por duas partidas – Comemorar com gestos obscenos

Bruno Bispo (Vitória)  Absolvido da acusação – Ferir ética disciplinar

André Lima (Vitória)  Absolvido da acusação – Ferir ética disciplinar

Ramon (Vitória)  Absolvido da acusação – Ferir ética disciplinar

Mario Silva (supervisor do Vitória)  Absolvido da acusação – Ferir ética disciplinar

LEIA MAIS: BAVI DO TAPETÃO: Veja como foram os depoimentos de Vágner Mancini e do jogador Vinícius

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline.

*Publicada originalmente às 23h10 (27/2)