Um dos ônibus da caravana do ex-presidente Lula, que percorre a Região Sul, foi atingido por tiros entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. A reação violenta foi registrada nesta terça-feira (27/3). Em seu perfil no facebook, a página do Partido dos Trabalhadores postou fotos e vídeos, mostrando buracos na lataria do veículo. Segundo a presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann, que acompanha o ex-presidente na agenda de viagens pelo país,  os buracos foram causados por ataque com arma de fogo.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SSP-PR) informou que uma equipe da Delegacia da Polícia Civil de Laranjeiras do Sul esteve no local e que será feita uma perícia no ônibus. Se for constatado disparo de arma de fogo, será aberto um inquérito policial para apurar os fatos. O policiamento nos locais de manifestação também será reforçado. O ex-presidente Lula, no entanto, não pediu por escolta.

A caravana do ex-presidente Lula pelo sul tem sido alvo de diversas ações violentas. Até o momento, já foram registrados ataques com ovos, pedras, paus e até mesmo um chicote. Pelo menos quatro mulheres foram agredidas em Cruz Alta, Rio Grande do Sul, uma delas com socos e chutes, segundo relato da família, nas redes sociais.

No fim de semana, em Chapecó (SC), o vidro da janela do motorista do ônibus foi quebrado com pedras. O ex-deputado Paulo Frateschi também foi atingido na orelha por uma pedrada em meio a uma caminhada com Lula.

LEIA MAIS: MEDIDA PREVENTIVA: STF manda reforçar segurança de Fachin depois de relatos de ameaças

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline.