Subiu para oito o número de mortes por complicações em decorrência da gripe foram registradas em Salvador. Dois óbitos - de um idoso de 62 anos, morador de Itapuã, e de um bebê de cinco meses, na Liberdade - foram confirmadas neste sábado (18/5).

O primeiro foi acometido pela influenza A (ainda aguarda resultado do exame laboratorial para verificar o subtipo do vírus), e a criança estava com H1N1.

Das oito mortes na capital baiana, seis foram apenas no mês de maio.

VACINAÇÃO

Para a subcoordenadora de Doenças Imunopreveniveis, Doiane Lemos, a vacinação é a medida mais eficaz para proteger os indivíduos mais vulneráveis. O publico-alvo é composto por crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos; grávidas em qualquer período gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Profissionais das forças de segurança e salvamento também passaram a fazer parte do público-alvo da campanha neste ano. De acordo com o Ministério da Saúde, o grupo inclui policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas, totalizando 900 mil pessoas.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.