Ir para conteúdo principal


Qual é a história de Quasimodo e por que o personagem virou símbolo da Notre-Dame?

Compartilhe:

Medina
Crédito da Foto: Getty imagens
A Catedral de Notre-Dame, que sofreu graves danos nesta segunda-feira (15/4) devido a um incêndio, é sem dúvida um dos edifícios mais emblemáticos de Paris. Mas além de ser uma atração turística visitada todos os anos por mais de 13 milhões de pessoas e que abriga relíquias de valor incalculável, ela tem sido objeto de inúmeras lendas e cenário de importantes obras literárias ao longo dos seus mais de oito séculos de história.

Talvez a obra mais conhecida seja a Nossa Senhora de Paris, do escritor francês Victor Hugo, que foi publicada em 1831 e conta a história de Quasimodo, o corcunda que cuida dos sinos da igreja.

A obra

A obra é ambientada no século 15 em Paris e descreve a vida medieval na capital francesa sob o reinado de Luís XI. O protagonista da história é Quasimodo, um homem surdo e deformado por uma corcunda nas costas cujo trabalho é tocar o sino da Catedral de Notre Dame. Ele acaba se apaixonando pela cigana Esmeralda, que se compadece dele após vê-lo ser humilhado e espancado por uma multidão de pessoas.

Quando o arquidiácono da catedral, Claude Frollo, que também é obcecado por Esmeralda, descobre que ela está apaixonada pelo Capitão Febo, apunhala o capitão e a mulher é acusada de ser a autora do ataque. Quasimodo tenta proteger Esmeralda na catedral, mas ela acaba condenada à forca.

Ressentido e desesperado, Quasimodo atira Frollo de uma das torres da catedral. Ao final da história, dois esqueletos são encontrados no túmulo de Esmeralda: é o corcunda abraçando a mulher. O romance de Victor Hugo também inspirou vários filmes, peças de teatro e musicais, entre outras mostras de arte.

Em 1939, o filme O Corcunda de Notre Dame foi lançado - no que é amplamente considerada a melhor adaptação do romance - com o ator inglês Charles Laughton como protagonista. O ator galês Anthony Hopkins também interpretou Quasimodo em um filme de 1982. Já a Disney levou a história ao cinema em 1996, adaptada como desenho animado.

 


Existiu um verdadeiro Quasimodo?

Para além da ficção, em 2010, historiadores descobriram referências a um verdadeiro escultor "corcunda" que pode ter inspirado Victor Hugo. Pesquisadores encontraram nas memórias de Henry Sibson, um escultor britânico do século 19 que trabalhava na catedral, uma menção a um colega de trabalho que era corcunda.

"Fiz uma solicitação nos estudos do governo, onde estavam construindo grandes figuras, e aqui me encontrei com o senhor Trajano, o homem mais digno, paternal e gentil que já existiu. Ele trabalhava para o escultor do governo, cujo nome eu esqueci porque não me relacionei com ele. Tudo o que sei é que ele era corcunda e não gostava de se misturar com os escultores", dizem as memórias de Sibson, que fazem parte do arquivo da Tate Gallery em Londres.

Notre-Dame foi construída entre 1163 e 1345 na Île de la Cité em Paris. É uma das catedrais góticas mais antigas e a terceira maior do mundo nesse estilo, depois das de Colônia (Alemanha) e Milão (Itália).

LEIA MAIS: VÍDEO: Com look sexy, Paolla Oliveira rebola muito ao som de Beyoncé

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.