O corpo de um porteiro identificado como Claudemir Nova foi reconhecido nesta segunda-feira (28/1) no Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. Ele, que estava desaparecido há exatos oito dias, foi encontrado morto no último dia 21 de janeiro, após o mercado JL, na localidade conhecida como Km 17, no bairro de Itapuã.

Natural de Jequié, a 370 km de Salvador, Claudemir foi visto pela última vez no domingo passado (20/1) em Itapuã, onde vivia com a ex-mulher, de quem estava separado há pouco tempo. Segundo testemunhas, ele teria passado na antiga casa para “buscar umas coisas” antes de ir trabalhar, mas não chegou ao local de trabalho.

Colegas dele estranharam o “sumiço” do porteiro por alguns dias seguidos e iniciaram as buscas em hospitais e delegacias, já que ele não atendia ao telefone e sua última visualização no WhatsApp foi por volta das 8h do dia 21.

Nesse domingo (27/1), o corpo foi reconhecido extraoficialmente por amigos de Claudemir, que também fazia “bicos” como segurança. Seu corpo estava parcialmente queimado, mas a causa da morte ainda não foi divulgada. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

LEIA MAIS: VÍDEO: Após sequestrar namorada, adolescente se entrega à PM; caso ocorreu no Lobato

LEIA MAIS: Identificado homem que teve cabeça decapitada e jogada em lixão em Dias DÁvila

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.