O advogado Mário Júnior Pereira Amorim e mais oito homens foram presos, na manhã deste sábado (20/7), suspeitos de invadirem a fazenda onde funciona a empresa Veracel Celulose, no município de Eunápolis, no sul do estado, no último dia 2 de julho. Eles foram presos em uma operação conjunta das polícias Civil e Miltar. 

Na ocasião, três pessoas ficaram feridas e seis veículos foram incendiados. Cinco dias antes das ações criminosas - que incluem invasão de propriedade, queima de veículos, agressão contra segurança, corte de árvores, entre outro delitos -, o grupo foi retirado das terras após decisão judicial.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), Mário, Geraldo Pereira dos Santos, Rogério Silva da Rocha, Derolino Pereira dos Santos, Nival Miguel da Silva, Raimundo da Rocha, Cláudio Francisco de Oliveira, Nilson de Oliveira Gonçalves e Adenildo Batista da Rocha possuíam mandado de prisão em aberto. Um outro envolvido, de prenome Valdomiro, não foi encontrado e é considerado foragido.

LEIA MAIS: Vídeo: Alcione rebate Bolsonaro após declaração sobre o Nordeste: "comece a nos respeitar"

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.