Acontece nesta quinta-feira (10/5), o julgamento de Gilson de Jesus Moura, 49 anos, apontado como o responsável pelo incêndio que matou cinco pessoas da mesma família. O júri popular  acontece um ano e quatro meses após o crime, que aconteceu na cidade de Feira de Santana.

O acusado foi preso dois dias após o crime quando tentava abandonar a cidade. Na época, Gilson alegou que teve um surto provocado possivelmente pelo uso de remédio controlado. Na ocasião, a polícia informou que ele já tinha tentado matar a mulher esfaqueada. Eles se separaram após a tentativa de homicídio, mas reataram depois.

A decisão do julgamento será dada pelo conselho, formada por sete jurados, que serão sorteados entre os 25 pré-selecionados. O crime ocorreu no dia 4 de janeiro de 2017, no bairro Mangabeira. Gilson jogou combustível e ateou fogo na residência da família, no Alto do Rosário.

JUSTIÇA Homem acusado de provocar incêndio que matou a própria família vai a júri popular

Cinco pessoas morreram durante o crime que aconteceu em janeiro de 2017. Foto: Divulgação/ PC

ENTENDA O CRIME

Segundo depoimentos dado por vizinhos na época, Gilson já tinha ameaçado matar a família por conta de discussões com a companheira envolvendo a enteada.  Investigações apontaram que o acusado colocou fogo no imóvel quando a família dormia e trancou a porta do quarto. As crianças chegaram a acordar durante o incêndio, mas não conseguiram sair do cômodo.

As vítimas do incêndio foram os três filhos de Gilson: Thays de Jesus Moura, 13 anos, Carlos Alexsandro de Jesus Moura, 9 anos, e Xayane Vitória de Jesus Moura, 8 anos, além da enteada Emile de Jesus Moura, 16 anos, que estava grávida, e o filho dela.

A mulher dele, Ana Cristina de Jesus, 37 anos, e a filha Aila Daniela de Jesus Moura, 3 anos, foram salvas pelos vizinhos, que conseguiram arrombar o imóvel da família. Elas ficaram gravemente feridas.

LEIA MAIS: Professores acusados de estupro têm prisão preventiva solicitada em Luís Eduardo Magalhães

LEIA MAIS: TRAGÉDIA: Menina de 2 anos morre após ser atropelada na porta de casa em Gandu

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline

*Publicada originalmente às 19h17 (10/5)