Um homem identificado como Raul de Jesus foi condenado a 26 anos e 11 meses de prisão pelo feminicídio da namorada, Izabelly Oliveira Bispo Souza, por motivo de ciúme. O crime aconteceu em 1º de maio de 2017, na casa de Raul, no município de Jeremoabo, no sul da Bahia.

A acusação do promotor do caso, Leonardo Cândido Costa, aponta que após discutir com Izabelly, Raul agrediu a namorada com socos e golpes de facão. Após a vítima ficar desacordada, Raul jogou gasolina e ateou fogo no corpo da companheira com o intuito de dificultar o esclarecimento do crime.

O acusado foi preso em flagrante um dia depois do crime e desde o momento da detenção, cumpre prisão preventiva. De acordo com o Ministério Público (MP) da Bahia, o júri, comandado pelo juiz Leandro Ferreira de Moraes, levou em conta o “motivo fútil” e a “destruição do cadáver” para manter a prisão preventiva e determinar o imediato cumprimento da pena em regime inicialmente fechado.

LEIA MAIS: Veja lista dos locais onde você pode fazer sua confra de fim de ano