Uma verdadeira cena de horror. Foi isso o que viveu a empresária Elaine Caparroz, 55 anos, no último sábado (16/2). Ela foi espancada por quase quatro horas pelo advogado Vinícius Batista Serra, 27, em seu primeiro encontro, após meses de conversa pelas redes sociais. A mulher foi encontrada desacordada em seu apartamento, na Barra da Tijuca (RJ), depois que os vizinhos alertaram o zelador sobre os gritos e ele chamou a polícia.

No hospital, Elaine contou que Vinícius pediu que ela deitasse no ombro dele para que pudessem dormir juntos. Durante a madrugada, ela acordou com as agressões. Elaine disse ainda que tentou se defender de um golpe conhecido como mata-leão, mas ele começou a mordê-la.

LEIA MAIS: Ambulantes dormem em fila e reclamam de atendimento no cadastramento do Carnaval

A vítima ficou com o rosto desfigurado e vai precisar passar por cirurgia. De acordo com a lutadora de Jiu-jitsu Kyra Gracie, parente do filho de Elaine – Rayron Gracie, também profissional do esporte -, a empresária conseguiu sobreviver por usar uma técnica de defesa da luta, mesmo não a praticando.

“Ele [Vinícius] queria pegar o pescoço dela, só que ela conseguiu defender com um ‘x’ no pescoço, quando cruza os braços no pescoço. Ele deu mordidas no corpo dela justamente para força-la a soltar o braço e tentar estrangulamento. Ela sabia que se ele pegasse o pescoço, iria morrer”, disse a faixa-preta em entrevista à Tatame.

Ainda à publicação, a atleta explicou que Elaine pensou que o agressor queria roubá-la. “Ela pensou que ele tivesse assaltando, inclusive disse que ele poderia levar o que quisesse, mas ele falava ‘eu quero matar você’. Ele queria apertar o pescoço dela. Ele é um faixa-marrom de Jiu-Jitsu, é um tipo de pessoa que suja a imagem do nosso esporte”, lamentou.

Kyra também usou as redes sociais para se manifestar sobre o ocorrido. “A gente nunca acha que pode chegar tão perto de nós. É uma sensação horrível, de aperto no peito, mãos atadas… Vinicius Batista Serra, advogado, morador do Leme, no Rio de Janeiro, agrediu brutalmente uma mulher muito próxima da minha família de maneira premeditada e tentou o feminicídio. Um monstro!”, escreveu em seu perfil no Instagram.

Confira abaixo:

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Com uma dor no coração venho falar com vcs sobre esse episódio de tentativa de homicídio… A gente nunca acha que pode chegar tão perto de nós. É uma sensação horrível, de aperto no peito, mãos atadas… Vinicius Batista Serra, advogado, morador do Leme, no Rio de Janeiro, agrediu brutalmente uma mulher muito próxima da minha família de maneira premeditada e tentou o feminicídio. Um monstro! Ele foi preso em flagrante e como é de se esperar de todo covarde, está alegando surto psicótico para que seus advogados possam tentar uma pena mais branda. Em seu último depoimento disse que não lembra de nada. Que a justiça seja feita e a pena para esse crime tão grotesco seja dura! A sociedade e a justiça não podem mais permitir que psicopatas como esse permaneçam impunes e em convívio com a sociedade. Por favor, compartilhem a foto desse mostro para que todos saibam quem ele é. Inacreditável ainda é escutar de alguns o que ela deve ter feito pra ele fazer isso? Q mundo é esse? Provavelmente este psicopata deve ter um histórico de violência contra outras mulheres. Denunciem! Passe para o lado e veja a crueldade.

Uma publicação compartilhada por Kyra Gracie.Jiu-Jitsu.Brazil (@kyragracie) em

Já o filho de Elaine, Rayron, de 17 anos, usou sua conta no Instagram para se declarar à mãe. “Te amo”, escreveu. Ele, que mora nos Estados Unidos, vem ao Brasil para ver a mãe.

Vinícius foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio, pois a polícia entendeu que o mesmo espancou Elaine por ela ser mulher. Em sua defesa, o agressor afirmou que tomou vinho, dormiu e acordou em surto psicótico. No pedido de prisão preventiva, o delegado da empresária afirma que o advogado é perigoso e que é preciso que ele fique preso, já que solto “poderá atentar novamente contra a vida da vítima” ou tentar atrapalhar as investigações.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/livesNos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.