Ir para conteúdo principal


Em dois dias, crise na Venezuela já fez cinco mortos, denuncia ONU

Compartilhe:

Medina
Crédito da Foto: Uol
O alto comissariado da ONU para Direitos Humanos alerta que um total de cinco pessoas já foram mortas como resultado da crise na Venezuela em apenas dois dias. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (3/5) em Genebra, e se refere aos resultados de eventos nos dias 30 de abril e 1 de maio.

Essa é a primeira vez que um levantamento independente é apresentado sobre os acontecimentos registrados no país sul-americanos.

Pelo menos dois dos assassinatos foram cometidos por indivíduos que fariam parte de milícias pró-governo.Entre os mortos, três são menores. Um deles era um garoto de 15 anos, no estado de Mérida, além de outro de 16 anos em Aragua.

Desde o início do ano, a ONU estima que 49 pessoas foram mortas no contexto de protestos. De acordo com a entidade, 240 pessoas foram detidas neste período, incluindo 17 menores. Existiriam também 239 feridos nos últimos dois dias, dos quais 18 por bala.

Já o governo indica que pelo menos oito soldados foram feridos. De acordo com a ONU, dez jornalistas também foram alvos de ataques desde o início da operação liderada por Juan Guaidó. Pelo menos cinco jornalistas foram baleados.

LEIA MAIS: Pela 2ª vez na semana, porta de ônibus se solta em rua de Salvador; mulher se feriu