O cantor Eddy City não vai mais concorrer ao cargo de deputado estadual nas eleições 2018. Isto porque o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) classificou o artista como inapto, sob o argumento de que o pedido não foi apreciado pelo juiz eleitoral, já que, em 2016, ele teve a candidatura impugnada quando tentava ser vereador de Salvador.

De acordo com o presidente estadual da legenda do artista – Partido Humanista da Solidariedade (PHS) -, Junior Muniz, foi uma escolha do próprio Eddy City. “Ele ficou inelegível porque não prestou contas, então avaliou que não valeria a pena entrar com recurso no TRE. Já existia uma problemática, ele chegou a contratar um advogado, mas entendeu que não teríamos sucesso”, explicou o político durante entrevista ao Aratu Online.

Presidente do PHS na Bahia, Junior Muniz confirmou a desistência do pagodeiro. Foto: arquivo pessoal

A reportagem do Aratu Online tentou entrar em contado com o pagodeiro, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

LEIA MAIS: Cocaína avaliada em R$ 300 mil é encontrada enterrada em Feira de Santana

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline