Comovido com a história de Leonardo Nascimento, 27 anos, que ficou preso durante uma semana no Rio de Janeiro, após ter sido acusado injustamente de homicídio, Dennis DJ, 38 anos, um dos brasileiros mais tocados no Spotify, decidiu ajudá-lo e doou equipamentos para ele retomar a carreira na música.

No encontro compartilhado por Dennis em seu perfil no Instagram, ele conta por que se mobilizou com a história de Leonardo: “Tenho um amigo que passou pela mesma situação que você, mas ficou oito meses até provar sua inocência. Hoje, ele me conta muitas coisas, e por isso eu digo que posso imaginar o que você passou”.

ASSISTA:

View this post on Instagram

Esse é o @leo_nascimentodj . O pouco que conheci dele me deixou reflexivo e nervoso pro encontro promovido pelo @jornalextra. Uma história absurda, no país dos absurdos, país esse que amamos cegamente. Sem planejamento, eu queria proporcionar à esse colega de profissão um momento de alegria, depois de tanto sofrimento. E eu e esse cara temos algo em comum: o mesmo sonho, disso eu entendo. Como é difícil trabalhar sem o seu próprio equipamento… Eu aprendi tudo o que sei sozinho, mas com a boa vontade de quem me emprestou os toca discos, que em troca carreguei pra festas onde morava. Eu tinha 1 hora por dia pra treinar. Demorei pra ter o meu. Também abdiquei do meu objetivo varias vezes por causa da realidade, mas se contar a legenda vai ficar grande demais. . Sorte na caminhada, dedicação, fé, e tudo de melhor Léo! Foi assim que encontrei uma maneira de te ajudar de alguma forma. De coração.

A post shared by Dennis (@dennisdjoficial) on

ENTENDA O CASO

No dia 15 de janeiro, Matheus Lessa foi morto ao tentar defender a mãe em um assalto no mercado da família, no qual trabalhava. Na noite do dia 16 de janeiro, a polícia prendeu Leonardo Nascimento, que foi submetido a reconhecimento, por testemunhas, junto com três homens brancos. Ele foi apontado como autor do crime e teve a prisão decretada.

A família protestou contra a prisão e alegou que Leonardo era inocente. Parentes obtiveram imagens de câmeras de segurança que mostram Leonardo chegando a um condomínio às 18h46 e voltando para casa às 19h09. O crime ocorreu por volta das 19h, a cerca de três quilômetros do local onde a filmagem foi feita.

LEIA MAIS: Laudo confirma estupro de menino de 7 anos encontrado morto em Salinas da Margarida

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.