Com quase 700 Km² de área, Salvador é uma grande cidade. Por isso, cruzar seus mais diversos pontos, muitas vezes, é uma verdadeira "viagem". Ou melhor... era! Afinal, as obras de mobilidade feitas pelo Governo do Estado tornaram os percursos mais rápidos, além de terem desafogado o trânsito.

Prova disso é a Linha Azul, com 12,7 Km de extensão, que une as avenidas Pinto de Aguiar e Gal Costa por meio de dois túneis. O corredor transversal, que já teve algumas etapas entregues, ligará a orla, desde Patamares, até o Lobato, no Subúrbio Ferroviário. Por lá, inclusive, estão sendo construídos novos túneis para conexão com a BR-324. Para tanto, foram investidos R$ 647 milhões.


Foto: divulgação/GOVBA

Por tudo isso, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), Sérgio Silva, afirma que as obras são um marco para a cidade. "Não só pela grandiosidade do empreendimento, com destaque para a implantação de oito túneis e nove elevados, mas também por criar um novo vetor de desenvolvimento, promovendo a integração entre os modais de transporte e uma nova maneira de se locomover de forma rápida por Salvador", pontua.

O soteropolitano Márcio Magalhães, que já está utilizando as novas vias, concorda. "Você se locomove melhor, fica muito bom para o motorista", diz ele. Da mesma forma pensa a contabilista Patrícia Andrade. "Precisamos de novas ruas e avenidas, sim, além da consciência dos motoristas no trânsito", reflete. Ela ressalta, também, a importância de uma obra como essa para uma cidade com tantos moradores como Salvador, a quarta mais populosa do país, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018.

Quando a Linha Azul for concluída, a população será beneficiada com dez viadutos, quatro túneis duplos, ciclovias e pista dupla com três faixas cada, incluindo uma exclusiva para transporte público, fazendo integração ao metrô. Assim, a galera não precisará sair tão cedo de casa, por exemplo, para pegar uma praia mais distante de onde mora.

Na última década, a mobilidade urbana da capital baiana ganhou novas vias estruturantes, corredores transversais e o sistema metroviário, construído pelo Governo do Estado. O projeto da Linha Azul, em conjunto com a Linha Vermelha (BR-Águas Claras), somará 32 Km quando concluído.

LEIA MAIS: Ciclovias na Avenida Paralela são aprovadas por ciclistas; “estrutura de primeiro mundo”

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.