A homenagem a um familiar que se foi pode estar nos gestos mais singelos. Na história de Israel Damonte, a perda do irmão mais velho o inspirou a repetir um gesto que lhe marcou: sair distraído nas fotografias. É assim que o volante argentino de 36 anos aparece nas fotos oficiais dos clubes que defende.

O tributo nasceu como piada. Com fama de distraído, David foi fotografado olhando para o lado errado durante um Natal da família Damonte. O mesmo aconteceu em uma viagem a Bariloche, destino turístico argentino. A mãe se comoveu com a pose, e Israel passou a repeti-la como piada. Não à toa o volante aparece com o olhar desviado na foto do título da Copa Sul-Americana de 2007, com o Arsenal de Sarandí.

A brincadeira cessou na véspera do Natal de 2009. David Damonte, a mulher Silvina Peladalli e o bebê Valentino estavam na estrada quando uma caminhonete perdeu o controle no sentido contrário, invadiu a pista e colidiu com o carro da família. O casal morreu no local do acidente, e o bebê não resistiu e também morreu a caminho do hospital.

A tragédia marcou Israel, que nos últimos anos decidiu imitar o olhar distraído do irmão. “David, meu ídolo, meu irmão e meu grande amigo. Sempre estará em meu coração”, escreveu o volante do Huracán em suas redes sociais em 2013.

Desde 2009, Israel defendeu cinco clubes. Em todos eles aparece em fotos oficiais olhando o horizonte, evitando encarar a câmera como os demais companheiros usualmente fazem. Ele passou pelo Asteras Tripolis, da Grécia, Godoy Cruz, Nacional do Uruguai, Estudiantes e chegou nesta temporada ao Huracán. Seu ritual chamou a atenção neste mês porque seu atual clube costuma registrar a foto posada na maioria das partidas.

LEIA MAIS: Terapeuta tântrica que faz sucesso entre famosas tem conta no Instagram deletada; entenda

A morte do irmão já foi usada contra Israel em campo, como provocação. Durante um clássico entre Estudiantes e Gimnasia La Plata, o jogador conta ter ouvido de um adversário que “seu irmão está morto, morto”. Não acreditou no que escutou. “Não podia crer no que estava me dizendo. Pensei em reagir, em pegá-lo, mas não entendia porque me dizia”, relata.

Aos 36 anos, o veterano atuou em 11 partidas da atual edição do Campeonato Argentino, menos da metade dos jogos disputados pelo Huracán. Tem três gols marcados e teve sua melhor aparição da temporada no dia 13 de abril, quando anotou o gol da vitória por a 1 a 0 sobre o Argentinos Juniors a dez minutos do final.

Não bastasse a homenagem ao irmão, Israel também descoloriu o cabelo para que o pai, que sofre com problema de visão, pudesse enxergá-lo nos gramados.

LEIA MAIS: Aos 23 anos, torcedor do Corinthians morre após passar mal durante jogo


Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003