A arte literária está em evidência no município de Santo Estevão, distante 150km de Salvador. Foi aberta ontem a primeira edição da FLISE - Festa Literária de Santo Estevão. O evento reúne autores e artistas, no âmbito da literatura, música, do teatro, da dança, artes plásticas e demais linguagens artísticas. 

A atração mais esperada hoje é o escritor e poeta Bráulio Bessa. Na noite desta quinta-feira, (05/09), às 20h30, o artista cearense que já alcançou mais de 100 mil visualizações com seus vídeos no youtube fará uma palestra espetáculo. 

“O Bráulio tira a poesia de um campo restrito de leitores desta modalidade de arte e faz com que as mais diferentes camadas sociais tenham acesso ao texto que ele produz”, destaca Edson Oliveira, poeta de Santo Estevão que lançará na FLISE seu primeiro livro solo, Quando o Girassol repousa sobre a noite. 

Bráulio Bessa é atração esperada nesta quinta-feira (5/9)

As escritoras Kátia Borges, Rita Queiroz, Palmira Heine e Érica Azevedo também enriquecem a programação do evento. “Escrever para mim é tão necessário quanto beber água e comer. É uma necessidade quase física. Não me vejo sem a escrita. É minha maneira de não enlouquecer”, define Érica Azevedo, autora de Cata-vento de Sonhos. Seu mais novo livro será lançado amanhã (06/09), às 18h30.

“Essas feiras literárias criam um espaço de diálogo e networking para quem se dedica à escrita. As trocas são enriquecedoras”, avalia Rita Queiroz, que terá uma intensa participação na FLISE. Poeta e autora de livros destinados ao público adulto (Confissões de Afrodite, Canibalismos e O Canto da Borboleta) e infantil (Ciranda, Cirandinha: vamos brincar com poesia?), Rita é colunista da Revista Cultural Evidenciarte. 

Com sua expertise na cena literária, participará da mesa sobre escritos femininos, ao lado das escritoras Kátia Borges e Clarissa Macedo, com mediação de Érica Azevedo, amanhã (06/09), às 10h30, na Câmara Municipal de Vereadores. Hoje, às 16 horas, participará do Recital A Boca e o Verso: entre palavras que cantam, também na Câmara Municipal de Vereadores.  

Em meio a uma vasta programação cultural, a Confraria Poética Feminina, coletivo idealizado por Rita, também fará um sarau inspirador. O grupo de mulheres foi criado em 2015 com a intenção de favorecer a produção literária feminina. De lá para cá, as autoras já participaram de diversas coletâneas e antologias, além das produções solo. “Nosso coletivo fortalece os escritos femininos, o que é absolutamente necessário se considerarmos que as mulheres ocupam espaço ainda menor do que os homens na literatura”, considera Rita Queiroz. 

No último dia de evento, o público infantil da FLISE terá programação especial. A escritora Rita Queiroz levará para a criançada a contação de história de Ciranda, Cirandinha: vamos brincar com poesia?. Autora de nove livros infantis, a escritora Palmira Heine estará na FLISE apresentando ao público infanto-juvenil a história de seu mais recente livro, Mila a Pequena Sementinha. “Mila era uma semente que tinha medo de brotar, de se tornar flor. As crianças se identificam muito com as transformações de Mila”, adianta Heine, que também participará do Recital com a Confraria Poética Feminina. 

LEIA MAIS: Enem disponibilizará atendimento especial a mais de 50 mil candidatos; saiba mais

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.