Em 2018, a população ocupada na Bahia reduziu e atingiu o menor patamar desde 2012, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (22/2). O número de pessoas trabalhando saiu de 6,006 milhões para 5,968 milhões. A queda foi a terceira consecutiva da população ocupada no estado, que acumula uma perda de 577 mil postos de trabalho desde 2015.

LEIA MAIS: Com letra bem ousada, Valesca Popozuda divulga nova música Meu C* É Teu

A Administração pública foi o setor que mais contratou no ano passado, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, enquanto o maior saldo negativo foi registrado na área de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas.

No acumulado do ano de 2018, a taxa média de desocupação na Bahia ficou em 17,0%, praticamente igual à de 2017 (16,9%) e a maior da série da PNAD Contínua, iniciada em 2012. O índice também foi o segundo maior do país, empatado com o de Alagoas e menor apenas que o registrado no Amapá (20,2%). A média nacional foi de 12,3%.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.