O advogado e vereador de Vitória da Conquista, Davi Salomão, precisou ser retirado de uma sessão no plenária do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) após um pedido do presidente da Casa, desembargador Gesivaldo Britto.

Tudo aconteceu nesta quinta-feira (14/11), no momento em que Davi fazia um esclarecimento. De acordo com o TJ, ele ofendeu um procurador do Ministério Público da Bahia o chamando de “mentiroso”.

LEIA MAIS: Mais de 15 bairros de Salvador ficam sem água na próxima terça-feira; veja lista

A sessão tinha como tema a suspensão de blitze para fiscalizar inadimplência de pagamento do IPVA em Vitória da Conquista. Ainda segundo a nota do órgão, o Ministério Público apresentou seu parecer e os desembargadores votaram, foi quando o advogado fez um pedido de esclarecimento.

O MP disse que não vai se pronunciar. O advogado e vereador foi procurado pela reportagem do Aratu Online para comentar o caso, mas não foi localizado.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/livesNos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.