O Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA) concedeu neste sábado (3/3) um efeito suspensivo para que os jogadores de Bahia e Vitória punidos no julgamento da terça-feira (27/2) fiquem livres para atuar por suas equipes até que o recurso solicitado pelos clubes seja julgado no Pleno do TJD.

LEIA MAIS: Vitória é multado em R$ 100 mil; Veja como ficaram as punições do polêmico BA-VI

Desta forma, Kanu, Yago, Denílson, Rhayner, do Vitória, e Edson e Rodrigo Becão, do Bahia, estão liberados pela Justiça para jogar na quarta-feira (7/3), quando será disputada a última rodada da fase classificatória do Campeonato Baiano. Enquanto o time rubro-negro pega o Fluminense de Feira no estádio Joia da Princesa, a equipe tricolor encara o Jequié na Fonte Nova.

Como, segundo a legislação desportiva, o efeito suspensivo entra em vigor só depois que os atletas cumprirem a segunda partida de gancho, os jogadores ainda não podem atuar neste domingo (4/3), quando Bahia e Vitória enfrentam Juazeirense e Jacobina, respectivamente.

Além disso, a multa de R$ 100 mil recebida pelo Vitória – por forçar o fim antecipado do clássico – também foi suspensa até o julgamento no Pleno do TJD-BA.

Ainda não foi determinada uma data para que os recursos de Bahia, Vitória e Procuradoria sejam julgados. Na próxima terça-feira (6), será realizada eleição no TJD para definir o presidente e o vice. Só depois disso será marcado um dia para o novo julgamento do BA-VI.

LEIA MAIS: NÃO VOTE EM FAKE: Notícias falsas serão desafios para a justiça nas eleições de 2018

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline.