Oito jogos sem vitória. Oito jogos sem fazer gol.  A crise do Cruzeiro se agravou ainda mais após o tropeço por 1 a 0 diante do Internacional, nesta última quarta-feira (7/8), no Mineirão, pelo duelo de ida da semifinal da Copa do Brasil. O técnico Mano Menezes, que já havia deixado o cargo à disposição da diretoria celeste desde o último final de semana, sucumbiu de vez. Demitido após a partida, Mano deixa o cargo em aberto no Cruzeiro.  

Até aí, nada demais... não fosse um detalhe: o nome do técnico do Bahia, Roger Machado, é um dos cotados para assumir a vaga em aberto. Segundo a imprensa mineira, o diretor cruzeirense, Marcelo Dijan, é o responsável por conduzir as tratativas. Apesar de ainda não ter iniciado as conversas com a dupla, ele já recebeu o aval de Itair Machado, afastado por determinação da justiça do cargo de vice-presidente de futebol do clube mineiro.

Rogério Ceni, técnico do Fortaleza, também é cotado para o posto,, assim como o experiente Abel Braga, que, recentemente, deixou o Flamengo.  Porém, ainda de acordo com a imprensa mineira, Roger Machado, é o que mais agrada à cúpula celeste. Um dos motivos é o fato de que suas equipes atuarem de forma mais ofensiva - Mano Menezes vinha sendo questionado por ser muito fiel às ideias reativas. Além disso, o centroavante Fred, que 'cutucou' publicamente o antigo comandante há alguns dias, aprova o nome do atual comandante do Esquadrão de Aço, com quem trabalhou no Atlético Mineiro.

A diretoria do Bahia, por sua vez, não quis comentar sobre a especulação. Roger chegou com contrato até o final da temporada 2020; além dele, auxiliar Roberto Ribas e o preparador físico Paulo Paixão, também, vieram na negociação.


LEIA MAIS: Kannário divulga música sobre voto a favor da reforma da previdência; "por entendimento e opinião"

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.