O quinto criminoso envolvido na morte do cabo Gustavo Gonzaga da Silva, 44 anos, ocorrida em junho deste ano, no Nordeste de Amaralina, em Salvador, morreu após confronto com policiais civis na terça-feira (30/10). Cinco de Espadas do Baralho do Crime da SSP, Cléber Costa Soares, o “Keka”, 27 anos, estava escondido em Eunápolis.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), uma informação anônima levou os policiais até o bairro Sapucaieira. A casa usada por “Keka” para se esconder, foi cercada, mas houve resistência no momento da abordagem. Ele atirou, acabou ferido e não resistiu. Revólver calibre 38 e munições foram apreendidos.

“Keka”, que possuía diversas passagens pela polícia e mandado de prisão em aberto, tinha também uma condenação por 12 anos pela prática de tráfico de drogas. Ele fazia parte da facção liderada por Antônio Caíque Santos Correia, capturado no dia 6 de setembro deste ano, em São Paulo.

Participaram da ação equipes da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Corrpin/Eunápolis) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

TRANSFERÊNCIA 

O Rei de Espadas do Baralho do Crime, William Santos Santana, o “Chokito”, também autor da morte do cabo Gonzaga e encontrado, na semana passada (25 de outubro), em Eunápolis, está sendo trazido para Salvador.

LEIA MAIS: Chokito acusado de participar da morte de policial em Santa Cruz é preso pela PM

Na capital, ele será ouvido pelo coordenador da Força-Tarefa que investiga morte de policiais, delegado Odair Carneiro, e, em seguida, apresentado para imprensa.

Quarto envolvido no assassinato, “Choquito” foi transferido para Salvador. Foto: divulgação/SSP

LEIA MAIS: Após anúncio de fusão, Temer diz que Agricultura e Meio Ambiente nunca divergiram

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.