O pintor Edson Rodrigues dos Santos, de 28 anos, foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado nesta terça-feira (11/6). Ele foi acusado de agredir e matar o estudante de engenharia Kaíque Moreira Abreu, de 22 anos, durante o Carnaval do ano passado. O julgamento aconteceu no Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré.

Foram intimadas cinco testemunhas, sendo que uma não compareceu ao Fórum, em Nazaré. De acordo com o Tribunal de Justiça da Bahia, mais informações sobre o julgamento só serão divulgadas na quarta-feira (12/6), no Diário Oficial. Réu confesso, Edson estava preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura desde o mês do crime. 

CASO

Kaíque teve morte cerebral seis dias após ser agredido a socos e pontapés por Edson. No momento da agressão, na madrugada de sexta-feira de Carnaval, o estudante estava na Rua Manoel Barreto, na Graça, e tentava reencontrar um grupo de amigos, após ter se perdido no circuito Barra/Ondina. 

Após ser socorrido por uma adolescente, Kaíque ficou internado na Barra. A justificativa dada pelo pintor foi que havia tido um problema no circuito e "descontou" na vítima.

LEIA MAIS: Rodoviários vão aderir a greve geral em toda a Bahia nesta sexta-feira

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.