Do Blog De Pablo Reis, parceiro do Aratu On

Pisca a mensagem na tela do celular: “Bom dia, Pablo! Tudo bem? Me chamo Cláudia, sou jornalista. O motivo do meu contato é a pedido do professor Geraldo Prado, fundador da maior biblioteca rural do mundo, na Comunidade do Paiaiá, localizada em Nova Soure. Não sei se tem conhecimento, mas entre os próximos dias 24 e 26 acontecerá a segunda festa literária na biblioteca. Tive conhecimento que ele quer muito falar com você, e me pediu para que fizesse esse intermédio. Espero ter seu retorno. Gratidão!”

Puxa, que interessante: a maior biblioteca rural do mundo! E na Bahia, numa região como a de Nova Soure! Que iniciativa bacana, como eu não sabia disso antes?

Uma troca rápida de mensagem com seu Geraldo, e a descoberta: eu já sabia disso antes. Precisamente, 14 anos antes, tempo suficiente para ser traído pela memória. Foi a primeira reportagem para um grande veículo de comunicação (o Correio da Bahia), ele reforça. Eu esqueci, seu Geraldo, não. 

De 1° agosto de 2005 (data da matéria publicada) até hoje, muitos (bons) jornalistas passaram pela Alexandria do nordeste da Bahia. A saga do educador Geraldo já foi exibida no Fantástico, ganhou documentário, virou programa especial Esquenta, com a madrinha Ivete Sangalo, estampou páginas de publicações no Brasil e no mundo.


Ah, também subiu ao ponto alto do pódio bibliófilo campesino: na minha época, com 40 mil volumes, era a segunda mais vistosa do planeta, atrás de uma iniciativa em Valladollid, Espanha. Hoje, com 120 mil volumes, mais de seis vezes a população da cidade, segundo o IBGE, ostenta medalha de ouro nas olimpíadas da cultura fora de grandes eixos.

Seu Geraldo convida para a extensa programação da II Festa Literária Internacional (frise-se o caráter sem fronteiras) da Biblioteca do Paiaiá, entre 24 e 26 de julho, com palestras, lançamento de livros, exibição de filmes, oficinas, bailes e até cavalgadas. 

Geraldo está com seus 79 anos. Ao que se vê, preserva boa memória: não esquece de quem se impressionou com a obstinação de levar letras e artes para um local onde só enxergavam enxada e sertão. 


E-mail: bibliotecapaiaia1@gmail.com 

Whatsapp: (75) 9.9975-3903 

Clique para assistir Documentário sobre a História da Biblioteca do Paiaiá 

Clique para ler a reportagem da revista Piauí Livros Brotam no Sertão

LEIA MAIS: Inadimplência do consumidor cresce 0,9% no primeiro semestre de 2019

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.