Geralhá 15 dias. Fonte: Da redação

Operação da Polícia Federal combate fraudes no Auxílio Emergencial no oeste da Bahia

Creditos da foto:divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (8/4), a Operação Última Barreira, que visa à repressão de fraudes no Auxílio Emergencial na região do oeste baiano.

 A investigação, que teve início em 2020, é resultado da Estratégia Integrada contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) o Ministério da Cidadania (MCid), a Caixa Econômica Federal, a Receita Federal (RF), a Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU), cujo objetivo é a racionalização dos procedimentos de apuração criminal sobre a temática, com foco na atuação de grupos, associações ou organizações criminosas e a desarticulação de fraudes estruturadas. 

No decorrer das investigações, apurou-se que os investigados cadastraram no aplicativo Caixa Tem pelo menos de 45 contas em nome de terceiros para recebimento do Auxílio Emergencial de forma fraudulenta, transferindo imediatamente os valores depositados para contas vinculadas ao grupo e também por meio da emissão de boletos bancários emitidos pelos próprios suspeitos, resultando num prejuízo superior a 27 mil reais.

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão na cidade de Luís Eduardo Magalhães, extremo oeste baiano, expedidos pela Justiça Federal. Também foi determinado o bloqueio de valores das contas dos investigados.  Os responsáveis pelas condutas delitivas investigadas responderão pela prática dos crimes de estelionato, falsidade ideológica e associação criminosa.

LEIA MAIS: Estudo feito com mais de 20 mil profissionais da saúde mostra eficiência de até 73,8% da CoronaVac

Acompanhe todas as notícias sobre o novo coronavírus.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

logo_aratuonline

Não é um portal! É a vida ao vivo, em tempo real! O Aratu On é uma plataforma focada na produção de conteúdo audiovisual, que fala da Bahia e dos baianos para o Brasil e para o mundo. Aqui, a notícia é no tempo presente.

Fotos do Instagram

A forte chuva que atinge a Bahia tem causado diversos pontos de alagamentos em Salvador e Região Metropolitana. Até a manhã desta sexta-feira (23/4), a situação ficou crítica em algumas ruas, com carros praticamente submersos.

Apesar de a Superintendência de Trânsito (Transalvador) não ter registros de ocorrências de alagamentos em vias importantes da cidade, vídeos dos leitores do Aratu On dão conta de transtornos nos bairros da Pituba, Rio Vermelho e Jardim Armação, que estão congestionados por causa da chuva.

De acordo com atualizações da Defesa Civil de Salvador, 16 ocorrências de solicitações de moradores da capital já foram registradas, entre elas alagamento, desabamento parcial de imóvel e deslizamento de terra.O deputado estadual @deputadoangeloalmeida (PSB) estará no Linha de Frente nesta sexta-feira (23/4), conversando com o jornalista @opabloreis, do Grupo Aratu. Participe com a gente através das nossas redes sociais.Vocês concordam que 'viver e sobreviver está sendo um enorme desafio para todos durante a pandemia', e que para quem é pai ou mãe, a situação pode ser ainda mais delicada? "A questão é: como auxiliar ou prestar apoio sem invadir o espaço do outro?"

Esse é o tema da estreia de Otávio Leal (@paivemca) no Colunistas On. Pai de Maria Flor, advogado e consultor parental, ele estará com a gente toda semana, falando sobre paternidade e relações familiares.

Para ler o artigo completo, acesse www.aratuon.com.br/colunistasonA cantora Anitta compartilhou, nesta quarta-feira (21/4), uma postagem nas redes sociais em que pede a saída de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente pelo seu “desserviço” no comando da pasta e criticou a atual gestão ambiental do Governo Federal. A situação, porém, gerou uma grande confusão. 

Tudo começou quando a artista usou o seu perfil no Twitter para defender a tag #ForaSalles, movimento que teve a adesão de outras personalidades. Salles então, respondeu à publicação, chamando a cantora de “Teletubbie”. 

“Fica na sua ai, ô Teletubbie", comentou, fazendo referência ao programa infantil criado em 1997.

A artista retrucou. "Além de imaturo, é burro. Melhor sair do ministério", disse. Em outro comentário, Anitta questionou a maturidade de Salles. "Quantos anos você tem? 12?", criticou. O ministro questionou se a cantora sabe quais são as capitais do Brasil ou para falar “pelo menos os nomes dos seis biomas brasileiros” para “começar a conversar”.

A cantora respondeu ao ministro novamente, pediu desculpa pela demora nas respostas e disse que não consegue respondê-lo em cinco minutos, como ele faz, “porque trabalha”. “Tava dando umas entrevistas em inglês, espanhol, em francês… você fala francês? Liga para a presidente da França? Ouvi dizer que ele ama vocês”, finalizou.

Depois da discussão, Anitta lançou uma enquete em sua rede social sobre a função do ministro do Meio Ambiente. As opções foram “defende a natureza” ou “fica de trelelê no Twitter”.

Além de Anitta, o movimento pedindo a saída de Salles da pasta responsável por conduzir a política ambiental teve adesões no Twitter de políticos da oposição e celebridades, entre nomes como a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, o compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil e a ativista defensora dos animais Luisa Mell.
Ver Mais