Foto: ilustrativa/Pexels

 

No mês de outubro foram comemorados o dia Mundial de Combate à Dor e o Dia mundial de Cuidados Paliativos, marcos que foram criados com o intuito de conscientizar a população sobre dois tópicos de grande importância e que levam ao sofrimento de milhares de pessoas. Refletindo sobre estas datas, pensei em abordar um tema diferente.

A dor apresentada por aqueles que perdem os seus animais de estimação, companheiros de caminhadas e de atividades simples realizadas no dia a dia. Para muitos, a morte de um animal de estimação significa a perda de um “membro da família”, de um companheiro, capaz de preencher muitos vazios e de ser fonte de cuidado e de amor.  As vezes eles representam a única fonte de apoio que permanece estável durante as muitas mudanças experimentadas pelos seres humanos nos diferentes momentos da vida. 

Estudos demonstram que o Brasil é o terceiro país do mundo com maior número de animais domésticos. Segundo a Abinpet, Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação são 139,3 milhões de animais de estimação, dos quais 54,2 milhões são cães, 23,9 milhões são gatos, 19,1 milhões são peixes, 39,8 milhões são aves e mais de 2,3 milhões são representados por outros animais. Independente do tipo de animal escolhido, o que importa em verdade é que eles traduzem 139,3 milhões de histórias de vida e de grandes paixões.

Neste contexto, é natural que, ao se deparar com o adoecimento e a partida do objeto de um sentimento tão puro e intenso, observe-se também o surgimento de uma imensa tristeza, a qual deve ser conduzida com cuidado. É importante que, ao olhar para este momento e para o processo de luto por ele desencadeado, seja ele em adultos e até mesmo em crianças, que se busque compreender e acolher este sentimento. Muitos se mostram fragilizados e se isolam do convívio social. Nesses casos, é fundamental que aqueles que se sintam assim peçam ajuda especializada, no intuito de evitar que a tristeza cristalize e se transforme em algo muito maior. É preciso ressignificar estas sensações e seguir em frente de forma mais tranquila. Para isto, deve-se incentivar a busca de atividades que venham a preencher o vazio deixado pela ausência do animal de estimação. 

Inicialmente, pode ser difícil até mesmo falar sobre o ente querido, ter medo de trazer à tona memórias inclusive de outras perdas vivenciadas ao longo da vida. Lembrar de que somos humanos, de que a vida é um ciclo e de que temos sentimentos pode ser o primeiro passo para a superação deste momento. Cada um terá uma maneira própria de interpretar o vazio e a dor da perda. O processo de luto é totalmente individual, podendo se manifestar não apenas como um sofrimento emocional, mas também através de manifestações físicas. Muitos indivíduos apresentam sudorese, alterações imunológicas, palpitação, problemas digestivos e até mesmo alterações dos hábitos alimentares e de sono. 

Segundo Elizabeth Kubler-Ross, médica psiquiatra e pioneira no campo dos cuidados paliativos, o luto pode ser vivenciado através de cinco etapas, as quais são representadas pela negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Hoje acredita-se que nem todos vivenciam todas as fases e que não necessariamente elas representam uma sequência. 

O processo de luto é natural e até mesmo esperado. Independente da sua causa, existem maneiras saudáveis de lidar com ele. Respeite os seus sentimentos. Dê tempo ao tempo. Busque dividir os seus pensamentos e traga para o seu dia a dia atividades que possam trazer de volta a alegria de viver. O processo de luto saudável sempre tem fim. Aos poucos aprendemos que a saudade sempre existirá.  

*Este material não reflete, necessariamente, a opinião do Aratu On.

Dra. Anita Rocha é médica Algologista , coordenadora do Itaigara Memorial Clínica da Dor, membro titular da Sociedade Brasileira de Anestesiologia; da Sociedade Brasileira de Dor e da Sociedade Brasileira de Médicos Intervencionistas da Dor. Possui residência médica em Anestesiologia pelo CET Obras Sociais Irmã Dulce; em Clínica da Dor pela UNESP-Botucatu e formação em Técnicas Intervencionistas para o tratamento da dor na Singular/Campinas. 

Instagram: @draanitarocha
 

Notícias Relacionadas

Não é um portal! É a vida ao vivo, em tempo real! O Aratu On é uma plataforma focada na produção de conteúdo audiovisual, que fala da Bahia e dos baianos para o Brasil e para o mundo. Aqui, a notícia é no tempo presente.

Fotos do Instagram

Esta quinta-feira (18/8) é o último dia para requerimento, alteração ou cancelamento da habilitação para votar em trânsito ou em seção distinta da origem nas Eleições 2022. Os pedidos devem ser feitos pessoalmente nos cartórios eleitorais. A eleitora ou o eleitor deve estar munido de um documento oficial com foto e deve indicar o local onde pretende votar no dia do pleito.

Segundo o artigo 233-A do Código Eleitoral e a Resolução TSE nº 23.669/2021, existem duas possibilidades de voto em trânsito: quem estiver fora de sua cidade, mas no mesmo estado, poderá votar para os cargos de presidente da República, governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou deputado distrital. Já os que estiverem em outro estado poderão votar apenas para presidente da República.

Não há voto em trânsito no exterior, somente no território nacional. No entanto, quem tem o título de eleitor cadastrado em outro país e estiver no Brasil poderá, sim, votar na eleição, também apenas para presidente da República.

A votação em trânsito acontece somente em ano de eleições gerais, em locais de votação convencionais ou criados para essa finalidade, nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores. Vale lembrar que é preciso estar com a situação regular no cadastro eleitoral. Quem estiver com o título cancelado ou suspenso não pode votar

#AratuOn“Quando gerenciava uma grande operação de atendimento, presenciei uma cena que me preocupou muito: ouvi um líder se referir às suas equipes como ‘crianças’ e afirmar: ‘Papai voltou’. Bom, vamos lá...muita calma nessa hora e vamos falar de papéis. Líder não é pai, nem mãe, nem psicólogo, nem médico. Líder é líder!

É muito comum afirmar que, eventualmente, incorporamos as figuras acima pela proximidade com nossos liderados e pela natureza da relação, que é ‘cuidar’ diariamente de outras pessoas, das suas entregas e dos objetivos da empresa. 

Podemos até encontrar alguma relação com a maternidade ou paternidade, em especial porque a educação, tal qual a liderança, também se faz pelo exemplo, porém quero destacar alguns elementos bem simples, básicos e por isso, essencialmente importantes para nossa reflexão hoje, tentando evitar os perigos de uma troca de papéis e da liderança paternalista”.

Confira o conteúdo da colunista Fabíola Matos na íntegra em aratuon.com.br/colunistason

#AratuOnInternet #5G já é realidade em Salvador e o Aratu On explica o que isso quer dizer.

Afinal, há grandes chances de que você já esteja utilizando o 5G para assistir esse vídeo. A tecnologia, que passou a funcionar em Salvador desde a última terça-feira (16/8), promete ser oito vezes mais rápida do que a 4G, que por sua vez já era mais veloz que o 3G.

Confira!

#AratuOnDezessete de agosto é o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, mas bem que poderia se chamar o Dia de Salvador, né não? Aqui temos história, cultura, tradição e beleza, porque a nossa capital é exibida, mas bonita desse jeito, quem não seria? Preservar a história desse chão, é contar a história do nosso povo e do nosso país.

#AratuOn#ColunistasOn | “A vitamina D, embora identificada como uma vitamina lipossolúvel, está cada vez mais conhecida com um pró-hormônio sintetizado na pele diante da luz solar e presente em alguns alimentos naturais e fortificados. Independente da sua classificação, o que se sabe é que ela se encontra associada a uma variedade de funções no corpo humano. 

Níveis suficientes de vitamina D são importantes para que o indivíduo tenha um esqueleto saudável, uma vez que a vitamina D ajuda a regular a quantidade de cálcio e fosfato no corpo, contribuindo para a prevenção de osteoporose, osteomalácia e raquitismo. Entretanto, evidências recentes defendem que o papel da vitamina D vai além da sua colaboração no metabolismo do osso".

Quer saber mais? Confira o artigo de Dra. Anita Rocha, médica especialista no tratamento da dor, em aratuon.com.br/colunistasonDuas mulheres que trabalham como garis estão chamando atenção por serem digital influencers, nas redes sociais. Ambas são de Salvador, e trabalham de forma alegre e divertida, para correr atrás de suas metas e conseguir realizar seus sonhos. 

Entrevistadas por Moema Bartina, repórter do Cidade Aratu, Pâmela Gomes dos Santos e Jéssica Castro Silva, ambas de 22 anos, disseram que começaram a trabalhar para mudar a realidade de suas vidas. Pâmela trabalha há oito meses como gari. Além de coletora, é mãe e dona de casa. A jovem sonha em terminar a reforma da casa e fazer um curso técnico de enfermagem.

Jéssica afirmou que tem orgulho de ser gari, e trabalha há um ano e oito meses na Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). Ela sonha em concluir os estudos, dar uma vida melhor para a família e também quer um curso técnico de enfermagem.

Foi Pâmela quem chamou sua colega para a vida de blogueiras digitais e começar a gravação das famosas "trends". Tudo começou quando elas fizeram um vídeo, que imitava um desfile de uma famosa marca de bolsas. A empresa lançou uma peça inspirada em sacolas de lixo, avaliada em mais de R$ 9 mil. 

As meninas não perderam tempo, e também foram convidadas pela Prefeitura para gravarem o material viral uma versão delas vestidas de garis com sacos cheios de lixo e ainda deixaram um recado: "Qualquer coisa me bota na Fashion Week". Ao todo, são mais de 700 mil visualizações.

Segundo Pâmela, elas querem demonstrar que. “mesmo tendo um trabalho pesado, mesmo com todas as dificuldades, a vida sempre tem o seu lado bom”. Elas têm consciência que estão representando todas as garis e que, mesmo tendo um trabalho que não é valorizado, trabalham com muito bom humor.

#AratuOnOs candidatos pré-selecionados ao Fundo de Financiamento Estudantil ( Fies) deverão apresentar de hoje (17/8) até a próxima sexta-feira (19/8) a complementação das informações das inscrições pelo endereço eletrônico.

Em 2022 foram ofertadas 110.925 vagas para o Fies. Pelas regras do programa, todos os não pré-selecionados na chamada única serão, automaticamente, incluídos na lista de espera. “Cabe ao candidato acompanhar, na página do Fies, sua eventual pré-seleção durante as convocações por meio da lista de espera, que serão realizadas no período de 22 de agosto a 22 de setembro”, alertou o Ministério da Educação.

Após a etapa de complementação da inscrição, é necessária a validação das informações declaradas no ato da inscrição. O prazo para isso é de até cinco dias úteis após a data da complementação da inscrição, realizada na página do Fies, no portal Acesso Único.

O procedimento de validar as informações deve ser realizado diretamente na instituição de ensino superior para a qual o candidato tenha sido pré-selecionado. Cabe à instituição informar ao estudante sobre o meio a ser utilizado para o recebimento da documentação exigida, que pode ser em formato físico ou digital.

#AratuOnO Ceará Sporting Clube viveu momentos de tensão nesta terça-feira (16/8). Na reapresentação do elenco no Centro de Treinamento (CT) de Porangabuçu, uma bomba caseira foi atirada durante o treino e a explosão assustou jogadores, comissão técnica e alguns familiares presentes no local.

A atividade que estava no começo, acabou suspensa por alguns minutos, com os jogadores deixando o gramado às pressas, com medo que o ato de violência fosse maior. Segundo o Estadão, a bomba explodiu no estacionamento do CT.

O clube não vive seu melhor período, tendo perdido nas quartas de final da Copa Sul-Americana contra o São Paulo, nos pênaltis, e derrotado no clássico contra o Fortaleza. A Polícia Militar do Ceará acabou acionada para garantir a segurança dos integrantes do elenco cearense e dos demais presentes no local. Nenhum suspeito foi localizado.

O "Vozão" repudiou a ação e prometeu ação dura para descobrir quem cometeu tal atentado ao grupo, que se prepara para visita ao Red Bull Bragantino pelo Brasileirão, no fim de semana. "Repudiamos o ato criminoso, informamos que ninguém foi atingido e nenhum dano material foi ocasionado. Informamos também que o clube trabalha para descobrir os culpados. O CT de Porangabuçu conta com reforço na segurança e policiamento ostensivo", disse o clube.

#AratuOnEm um vídeo, que está circulando nas redes sociais, uma criança parece se decepcionar ao ver urso, no zoológico de Salvador. A reação da criança, que estava acompanhado de um responsável, viralizou após a publicação da imagem nas redes sociais de sua mãe. 

O pequeno Valentim, de três anos, não esperava que ao encontrar um urso. pela primeira vez, notaria que o animal seria diferente daqueles que está acostumado a ver nos desenhos animados que assiste. "Onde está Mascha?", perguntou a criança.

Seu questionamento faz referência ao desenho russo, popularizado no Brasil "Mascha e o Urso", onde uma jovem vive grandes aventuras com seu melhor amigo animal.

Valentim, que estava no colo de um rapaz, é respondido por ele. "Esse urso ai comeu Mascha", afirmou. Chocado, o pequeno se decepciona pela realidade do animal, que tem um porte menor se comparado ao urso do desenho; e a pelagem de outra cor, além de estar desacompanhado da personagem Mascha, supostamente engolida por ele. "Urso malvado!", disse Valentim. 

O vídeo, publicado no TikTok de Nicole, já atingiu 177 mil visualizações, além de 43 mil likes e quase 400 comentários. Alguns internautas, aproveitaram para se divertir com as reações do garoto. "kkkk Meu Deus coitada dá criança", afirmou uma usuária.

#AratuOn
Ver Mais