A realidade virtual (RV) é uma estratégia tecnológica que permite que o paciente mergulhe no mundo virtual. Trata-se de uma tecnologia multissensorial que tem sido utilizada em uma variedade de situações que comprometem a saúde e a qualidade de vida dos pacientes em diferentes contextos, sejam eles de origem física ou psíquica. Diversos profissionais de saúde têm incorporado a tecnologia na prática diária. Considerando o desenvolvimento exponencial recente nos sistemas de computador e as características das patologias que causam dor, o uso da RV tornou-se um caminho interessante para alívio deste sintoma. Inicialmente a RV foi aplicada com o intuito de reduzir a percepção da dor durante procedimentos médicos dolorosos, proporcionando uma forma avançada de distração e criando o que os investigadores chamam de RV analgésica. Hoje tem-se proposto a aplicação da RV em pacientes portadores de dor crônica. 

Embora existam outras estratégias de distração que possam ser utilizadas para reduzir a dor e o sofrimento, a RV é única por ser envolvente, integrando muitas experiências sensoriais, capturando assim um maior grau de atenção. Isso se torna possível através do uso de ambientes virtuais interativos com sistemas de rastreamento do movimento da cabeça, estimulando através de cenários e de outros elementos o feedback do paciente. A RV permite que os pacientes se tornem participantes ativos do seu processo de tratamento, não apenas no "mundo virtual", mas também no “mundo real”.

Os sistemas de realidade virtual (RV) são formados por hardware (fones de ouvido, óculos, luvas, computadores e dispositivos móveis) e software que oferecem um ambiente de RV em múltiplos contextos. O ambiente pode ser construído em um hospital, em uma clínica, em um consultório ou em domicílio. Algumas instituições criam um holograma, que pode interagir diretamente com o paciente proporcionando um ambiente terapêutico adequado para a sua recuperação. Há ainda a realidade aumentada (RA). Enquanto a RV constrói um ambiente holográfico completo, na RA os hologramas são misturados com mundo real em torno de um assunto. A evolução tecnológica crescente das últimas décadas, o desenvolvi¬mento de novos gráficos, o reconhecimento de voz e a criação de novas estratégias de inteligência artificial têm contribuído para que a RV se torne uma ferramenta interessante em situações de aprendizagem, treinamento cognitivo e rea-bilitação, proporcionando ao paciente uma maior compreensão da sua patologia e do seu processo de recuperação. 

A dor é uma experiência sensorial, é emocional, é individual. A percepção da dor pelo paciente é complexa. Acredita-se que a RV possa nesta percepção contribuir para minimizar o sofrimento. Diversas teorias foram propostas para explicar por que a RV e a distração por ela proporcionada podem inibir ou diminuir a percepção da dor. Em 1965, Melzack e Wall propuseram a Teoria do portão. Esta teoria propõe que as atividades do sistema nervoso central como atenção, emoção, memória, desempenham um papel na percepção sensorial. Quando os sinais de dor “viajam” pelo corpo, eles devem passar por "portas nervosas" antes que o corpo possa determinar a consciência do fenômeno doloroso. Isto mostra que o nível de atenção dedicado à dor, a emoção associada à dor e as experiências passadas relacionadas a dor, desempenham um papel na interpretação do estímulo doloroso. Este fenômeno é extremamente pessoal. Para percebê-lo é preciso estar atento. Só assim é possível que seja processado como um elemento capaz de causar dor. Isto mostra que se um indivíduo estiver distraído, a percepção da dor não ocorrerá ou diminuirá. Os recursos dos sistemas sensoriais são múltiplos e funcionam de forma independente. Isto demonstra a importância de utilizar distrações multissensoriais e dá suporte a tecnologia da RV multimodal.

Além disto, acredita-se que a RV possa alterar a atividade do sistema de modulação da dor, agindo direta ou indiretamente nas vias de sinalização e na matriz da dor através da atenção, emoção, memória e outros sentidos como toque, audição e visão, produzindo analgesia. Um estudo que testou o efeito de distração na percepção da dor usando ressonância magnética funcional (RMf), demonstrou em relatórios subjetivos de intensidade da dor, que esta foi diminuída. A RMf mostrou uma redução geral na ativação da matriz da dor e um aumento da atividade nas áreas cerebrais responsáveis pela inibição da dor. A RV, indiscutivelmente é um elemento de distração poderoso, capaz de atenuar a percepção da dor, através da atuação em áreas cerebrais específicas. A exploração do uso da RV para o controle da dor é uma estratégia mais nova quando comparada a outras técnicas de tratamento. Apesar disto, já se mostra bastante promissora no gerenciamento de dor.

*Este material não reflete, necessariamente, a opinião do Aratu On.

Dra. Anita Rocha é médica Algologista , coordenadora do Itaigara Memorial Clínica da Dor, membro titular da Sociedade Brasileira de Anestesiologia; da Sociedade Brasileira de Dor e da Sociedade Brasileira de Médicos Intervencionistas da Dor. Possui residência médica em Anestesiologia pelo CET Obras Sociais Irmã Dulce; em Clínica da Dor pela UNESP-Botucatu e formação em Técnicas Intervencionistas para o tratamento da dor na Singular/Campinas. 

Instagram: @draanitarocha
 

Notícias Relacionadas

Não é um portal! É a vida ao vivo, em tempo real! O Aratu On é uma plataforma focada na produção de conteúdo audiovisual, que fala da Bahia e dos baianos para o Brasil e para o mundo. Aqui, a notícia é no tempo presente.

Fotos do Instagram

Ferroviários dos sistema de trens desativado do Subúrbio de Salvador fazem, na manhã desta quinta-feira (11/8), uma manifestação, no Largo da Calçada. Portando faixas e cartazes e com o auxílio de carro de som, eles protestam contra a Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB).

Segundo a entidade sindical que representa a categoria, Sindiferro, os trabalhadores seguem fortes, mobilizados para reivindicar os seus direitos. O protesto de 99 empregados é motivado, conforme o sindicato, devido a um acordo de Plano de Demissão Incentivada dos trabalhadores, proposto, assinado e não cumprido pelo Governo do Estado da Bahia. 

Além do PDI, a categoria reivindica a Supressão das Horas-Extras, Laudo do PPP – Perfil Profissional Profissiográfico e PCS – Plano de Cargos e Salários. O manifesto foi aprovado por unanimidade pela categoria, em assembleia, na quinta-feira (10/8).

#AratuOn #SubúrbioEm um vídeo, que viralizou nas redes sociais, uma senhora demonstra extrema agilidade para escalar e pular a catraca de um ônibus. O registro foi feito por passageiros que observavam uma confusão envolvendo dois rapazes, quando presenciaram a idosa tentando se afastar do tumulto, na manhã de segunda-feira (9/8), em Belo Horizonte. 

As imagens flagram dois homens se empurrando na parte dianteira do coletivo. Em determinado momento, a confusão ganha tons mais tensos e a discussão acaba em troca de socos. A senhora, que também estava na parte da frente, se assustou com toda a movimentação e decidiu fugir pulando a catraca. 

Após algum esforço, a mulher consegue pular sem se ferir. Segundo informações do Portal O Tempo, após um estudante adentrar o veículo e se recusar a validar sua passagem, o condutor teria se irritado com a atitude do rapaz e iniciado as agressões. Testemunhas relaram que o estudante debochava do motorista e ignorava seus pedidos.

#AratuOnO ex-presidente e pré-candidato ao Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera não só nas tradicionais pesquisas eleitorais, mas, também, a intenção de votos em um nicho específico no Distrito Federal (DF): o de candidatas a se tornarem a musa do Bumbum da Capital, concurso que elegerá o bumbum mais bonito de Brasília. 

O produtor do concurso é o jornalista Bruninho Afonso. Nas suas redes sociais, um vídeo já dá o tom da disputa: as já inscritas posaram no gramado em frente ao Congresso Nacional. O concurso recebe inscrições de mulheres - cisgêneras, trans e também travestis -  de 18 a 50 anos até 20 de agosto.

Todas que já se inscreveram para a disputa escolheram os candidatos à Presidência de preferência, sempre rebolando e mostrando os glúteos. 

Yorrana, Bianca, Elizabeth e Dinaiara, que estavam com biquínis vermelhos, declararam apoio ao petista. Ellen, que vestia biquíni nas cores verde e amarelo, declarou apoio ao atual chefe do Executivo. Ela foi seguida por Vivian, que declarou apoio a Ciro Gomes. Por fim, Erilene anulou seu voto, dizendo ser a favor da paz. 

A apresentação do concurso fica a cargo do promoter David Brazil e a ex-chacrete Rita Cadillac. Em 2021 a ganhadora do concurso foi a enfermeira Thamirys Alves.

A única exigência para se candidatar é que as concorrentes tenham o glúteo natural. No dia 15 de agosto, as 10 candidatas serão apresentadas em desfile a ser realizado na área central do Plano Piloto e a grande final está prevista para a segunda quinzena de setembro, em um evento presencial. 

#AratuOnRecentemente, #Anitta lançou uma linha própria de #perfume que pode ser usado na região íntima e isso dividiu opiniões. Será que pode usar, mesmo? Tem algum risco? O Aratu On Explica pra você!

Pra conferir a matéria na íntegra, é só acessar o aratuon.com.br. 

#AratuOnMuito tem sido falado sobre a realização do Carnaval em 2023. A mudança do circuito Barra-Ondina, para a Boca do Rio, tem ganhado destaque no noticiário, mas com a Covid ainda presente e o crescimento da varíola dos macacos, especialistas na área de saúde apontam para os riscos da realização de um evento que envolve tudo aquilo que os vírus mais gostam: aglomeração, pessoas desprotegidas, contato físico, troca de fluídos corporais. 

O doutor em virologia e professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Gúbio Soares, é enfático ao dizer que o cenário atual, preocupante, ainda é fruto dos festejos juninos e que ele tende a se repetir, ou até mesmo se agravar, caso seja confirmada a realização de um evento com o tamanho do Carnaval de Salvador. 

Confira a reportagem completa de Dinaldo dos Santos em https://aratuon.com.br/coronavirus/noticia/especiais

#AratuOnO forrozeiro Alcymar Monteiro viu seu nome no meio de uma polêmica nos últimos dias, por causa de um vídeo gravado em um show que viralizou nas redes. Nas imagens, o cantor briga com sua banda e ainda diz que ele quem precisa aparecer.

O vídeo foi gravado no show do artista na cidade de Santa Terezinha, em Pernambuco. Na filmagem, o “Rei do Forró” reclama com seus músicos afirmando que falta simplicidade no tocar e ainda resolve ensinar como se faz.

“Aqui quem tem que aparecer sou eu, sou eu quem tem que aparecer. 36 anos de luta. Eu dou essas broncas porque se não a coisa vira bagunça, aqui quem tem que aparecer sou eu, o artista sou eu ou não sou? Quem quiser fazer concerto faça em outro canto”, bradou o artista.

Em consequência da repercussão, o trompetista do grupo, Jefferson, fez uma postagem anunciando que além dele, outros membros da banda pediram demissão, o saxofonista Chico Botelho e o trombonista Sandro. “É com humildade, ensinamentos que nossos pais nos deu [sic], dignidade, respeito ao próximo e profissionalismo. Saímos com a consciência limpa, de cabeça erguida, fortes como sempre, para seguirmos nossos rumos, em busca de nossos sonhos.”, disse a postagem.

PEDIDO DE DESCULPAS

Após a repercussão, o cantor usou uma rede social para se desculpar e justificar a bronca dada. Após elogiar a banda, o forrozeiro apontou o stress e o assédio como motivos para a ação. "Eu peço desculpa pelo que houve, não faz parte do meu eu, da minha personalidade. É muito stress, é muita viagem, é muito show, é muito assédio. E tem uma hora em que a gente fica exausto. Por isso estou aqui para pedir desculpas. Primeiro ao pessoal da minha banda e em segundo ao meu público", declarou.

#AratuOn #AlcymarMonteiroO Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou, nesta última terça-feira (9/8), formulário de ocorrência de emergências para proteção e enfrentamento da violência contra a população LGBTQIA+.

O Formulário Rogéria, criado em homenagem à atriz, falecida em 2017, será aplicado em delegacias, pela Defensoria Pública, por equipes psicossociais dos tribunais de Justiça e nos serviços de assistência social de proteção a vítimas de violência.

A medida foi elaborada por um grupo de trabalho específico para levantar informações e aprimorar as respostas institucionais aos crimes.

Durante o evento de lançamento, o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Luiz Fux, afirmou que a dignidade da pessoa humana está no centro do ordenamento jurídico brasileiro e deve receber atenção dos magistrados.

"Em que pese a homofobia e a transfobia serem considerados crimes desde 2019 no Brasil, a violência infelizmente continua contra essa população", disse Fux.

Também está prevista a divulgação da pesquisa Discriminação e Violência contra a População LGBTQIA+, que mostra as formas de violência a que estão submetidas a pessoas desse grupo. 

#AratuOn #CNJA austríaca Marlene Engelhorn resolveu rejeitar cerca de 90% de uma herança de 4,2 bilhões de euros, cerca de R$ 21,9 bilhões, por acreditar que, como não trabalhou para tê-la, "não seria feliz". A jovem de 30 anos é descendente dos fundadores da Basf, empresa química multinacional com receita de 78 bilhões de euros com uma das sedes na Bahia.

O dinheiro viria da avó, Traudl Engelhorn-Vechiatto, 95, que declarou publicamente o desejo de deixar seu dinheiro para a neta. "Quando o anúncio foi feito, percebi que não poderia ser realmente feliz. Pensei comigo mesma: 'Algo está errado'", afirmou a jovem, em entrevista ao jornal alemão Der Standard.

A matriarca, segundo contou contou a herdeira, "lhe deu uma liberdade enorme de fazer o que quisesse". "Essa não é uma questão de querer, mas uma questão de justiça. Não fiz nada para receber esta herança. Foi pura sorte na loteria do nascimento. Uma coincidência", afirmou ao canal austríaco ORF2.

Marlene disse ainda que ainda não sabe qual será o destino do dinheiro e voltou a falar sobre taxação de grandes riquezas. Na ocasião, ela também criticou atos benevolentes anunciados por super ricos, chamando-os de "neofeudalismo disfarçado de caridade". "A sociedade não tem que contar com o fato de que os milionários vão ser benevolentes. Troco ideias com outras pessoas, aprendendo o máximo que eu posso para ver o que funciona e o que não funciona. Para mim, o comprometimento com a justiça de impostos é muito importante, porque isso é que determina como a riqueza vai ser distribuída", ressaltou.

Segundo o estadão, a jovem também faz parte da organização Milionários Pela Humanidade, grupo que defende que os super-ricos sejam taxados da mesma forma que os trabalhadores comuns.

#AratuOnSe você gosta de dormir, é brasileiro, tem mais de 18 anos e curte redes sociais, o emprego dos seus (literalmente) sonhos está aqui: salário de R$ 5 mil mensais para você dormir...e muito! É o que oferece a Emma Colchões, que procura um Especialista em Dormir para testar a linha de produtos da marca.

“Diferente das outras marcas, a gente acredita que um ótimo dia começa com uma boa noite de sono, por isso, nos dedicamos a desenvolver as melhores soluções e tecnologias capazes de recarregar a energia necessária que cada um precisa para alcançar a melhor versão de si mesmo”, explica Caio Abibe, country manager da Emma Colchões.

Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e gravar um vídeo de apresentação explicando “Por que devo ser escolhido para ser um especialista em dormir pela Emma” e se inscrever até o dia 21 de agosto. 

Além de testar e usar todos os produtos enviados pela marca, o candidato escolhido terá como responsabilidade postar as experiências e opiniões em suas redes sociais ao menos uma vez por semana ao longo do contrato.

#AratuOn
Ver Mais